Digerir a derrota: uma lição para o futebol

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Para existir a vitória tem que ter a derrota e a recíproca é verdadeira. Felizmente, para a graça do futebol, as duas andam juntas, caso contrário não existiria a adrenalina dentro das quatro linhas.

Entretanto, o lado negativo é que nem sempre a gente está do lado feliz do placar. A provocação faz parte do futebol e quem entra em campo tem que saber lidar com isso.

Uma dor dói mais que outra

Semifinal da Taça Rio sub17. Dois rivais históricos em campo. Flamengo e Vasco. Nervos à flor da pele. Uma partida digna de muita raça, entrega e determinação. Como é de praxe em todo campeonato, um deles foi eliminado. Vasco perdeu e Flamengo passou para a final.

Mas a notícia desse jogo não foi a classificação e sim a falta de solidariedade que abriu brecha para a imaturidade de quem não consegue assimilar a derrota.

O valor da vida foi colocado em questão, quando o assunto era apenas, sim, apenas, um campeonato de futebol. E não foi o valor de uma vida, mas sim de 10 e parte de outras que perderam um pedaço muito importante.

Na partida de ontem, Cadu, goleiro vascaíno, após provocação dos flamenguistas com o grito de “eliminado”, fez referência à tragédia ocorrida no início deste ano com os meninos do Ninho com a seguinte frase: resolvam a dívida de vocês com os meninos que morreram.

Todo mundo sabe a dor de uma derrota, ninguém quer perder. Mas e quando se perde um ente querido? Isso sim é dor de verdade e com isso não se brinca. Cadu ainda é um garoto, estava irritado com a derrota e com as provocações e não soube lidar com a emoção. Foi infeliz. Mas nada justifica.

Muito além de 10 vidas

Dentro desta história existem pais, irmãos, avós, tios, primos que não vão poder mais ver o sorriso e a bola nos pés de quem foi embora de forma abrupta e inesperada no dia 08 de fevereiro de 2019.

Existe ali também a amizade. Imagine os jogadores do Flamengo que perderam pessoas que conviviam todos os dias. Na distância da família de sangue criaram ali o seu porto seguro e construíram um amor de irmãos.

A vida é uma sutileza da natureza. Assim como ela vem, ela vai. Apesar de sutil, é marcante. Todo coração, em sua grande parte, é ocupado por pessoas que amamos e quando as perdemos fica só a lembrança de quem um dia pudemos olhar no fundo dos olhos e dizer “Bom dia, pronto para mais uma?”

O futebol não pede hipocrisia, o futebol pede respeito. E é isso que queremos de quem daqui a alguns anos vai vestir a camisa do nosso time e carregá-la para tentar conquistar o mundo.

Nota oficial do Vasco da Gama

O Vasco manifestou através de nota oficial sobre o ocorrido.


 "O Club de Regatas Vasco da Gama pede desculpas a todos que, justificadamente, se sentiram ofendidos pela declaração de um de seus atletas ao fim do clássico diante do Flamengo, válido pela Taça Rio sub-17. O Clube não compactua com esse tipo de postura em relação a uma tragédia, sobre a qual o Vasco da Gama, desde o início, se mostrou solidário. O atleta reconhece o erro e lamenta profundamente sua ação".

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle