Copa do Brasil: tricampeonato do Palmeiras no Allianz em 2015

Atualizado: Jul 25

Vila Belmiro, 25 de novembro de 2015, final de mais uma Copa do Brasil. De um lado, Palmeiras em busca do tri. Do outro, Santos querendo o bicampeonato da competição. Ninguém disse que seria fácil para o Palmeiras fora de casa, porém, aos 2 minutos de jogo, Robinho bateu falta e Jackson teve um gol livre desperdiçado. Minutos depois, o Santos cavou um pênalti, que parou na trave, com Gabriel colocando na esquerda de Prass. O Santos era tão superior em casa que Fernando Prass ganhou um cartão amarelo aos 31 minutos ainda da primeira etapa por demorar a repor a bola, ganhando tempo, pois o resultado era favorável para o Palmeiras.

Já no segundo tempo teve chuva, teve Santos pressionando, obrigando o goleiro do Palmeiras a fazer milagre, e teve até troca na arbitragem, Luiz Flávio de Oliveira deixou o gramado sentindo-se mal, sendo substituído por Marcelo Aparecido de Souza. A pressão foi tanta que Gabriel se redimiu do pênalti perdido e abriu o placar aos 33 minutos. O fim da partida foi marcada por confusão, resultando em cartão vermelho para Lucas, lateral do Palmeiras, que chutou a bola em Lucas Lima.

Allianz Parque, 2 de dezembro de 2015, Palmeiras com sua casa lotada em busca da taça da Copa do Brasil, em busca da reversão do resultado deixado na Vila Belmiro. Com o clima favorável e 39.660 expectadores, um jogo tenso entregou o tri da Copa do Brasil para o Verdão. Já no primeiro lance da partida, o garoto Gabriel Jesus teve uma grande chance de abrir o placar, porém, minutos depois, Victor Ferraz chutou de dentro da área e carimbou a trave palmeirense. Os minutos iniciais deram chances claras de gol para os dois lados. Palmeiras pressionou boa parte do primeiro tempo, um jogo dramático, onde só a vitória interessava para o Verdão. Aos 11 minutos da etapa final, finalmente o gol dos donos da casa saiu com Dudu, fazendo com que a partida fosse levada aos pênaltis. Porém, tinha muita bola para rolar ainda, e o Palmeiras conseguiu ampliar o placar aos 39', com ele de novo, Dudu, empurrando para as redes. Poderia ser o gol do título do Palmeiras, mas a noite foi dramática. Dois minutos após a comemoração, Santos balança as redes com Ricardo Oliveira, livre na entrada da pequena área.

O nervosismo começou a bater e, com esse resultado, a partida iria para as penalidades. E dito e feito, 2 a 1 no tempo normal. Zé Roberto, Rafael Marques, Jackson, Cristaldo e Fernando Prass batem pelo Palmeiras e, no Santos, Marquinhos Gabriel, Geuvânio, Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Werley. Depois de fazer 2 a 1 nos 90 minutos, o Verdão bateu o Peixe nos pênaltis por 4 a 3 e levou a taça de 2015. A estrela da noite foi Fernando Prass, com uma defesa inacreditável e o gol decisivo nas batidas de pênaltis.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle