Futebol: o amor que não tem divisão

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Os jogos destes campeonatos não são tão cheios, na verdade, alguns jogos são bem vazios. Mas ainda assim, é possível ver os torcedores apaixonados, que mesmo com o time perdendo e debaixo de sol forte, não param de pular e cantar. Outra presença muito comum na arquibancada é de familiares e amigos, estes se destacam na multidão e estão presentes na maioria dos jogos.

Os jogadores por mais que muitas vezes não tenham tanta qualidade, têm garra de sobra, têm dedicação. Aquele ainda é o seu sonho e ele quer sonhar ainda mais alto. Na hora de dar entrevista, eles se diferenciam. Alguns ficam tímidos, outros fazem questão de falar com o repórter.

Mas o mais importante é perceber que independente da divisão é amor e antes de tudo são sonhos. São onze jogadores, são onze histórias e uma paixão: o futebol.

A experiência de cobrir um campeonato pequeno é algo único. É fugir dos holofotes das grandes competições, do estádio lotado e das boas condições de jogo. Em campeonatos menores, a situação é bem diferente. Uma das coisas que vivenciei, é ver um time sem descer para o vestiário no intervalo, ficando batendo bola no campo, debaixo de sol forte, porque no vestiário era ainda mais quente.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle