Fé e futebol: a essência do flamenguista


Existem um milhão de ditados que descrevem bem a vida de um flamenguista, como “se não for sofrido não é Flamengo”, “ser Flamengo é para os fortes”, “flamenguista não pode ser cardíaco”.

Sendo assim, qual outro dia poderia se encaixar melhor para o rubro-negro carioca do que o dia de São Judas Tadeu, santo das causas impossíveis? Em 2007, por meio do decreto nº 4679, a Prefeitura do Rio de Janeiro oficializou o dia 28 de outubro como o dia do torcedor flamenguista. Mas você sabe quando a história dos dois se cruzaram? Vem conferir!

O recurso divino

Na década de 1950, o Flamengo enfrentava uma seca de nove anos sem títulos. Os torcedores do mais querido já não aguentavam mais, inclusive o Padre Góes, da paróquia de São Judas Tadeu.

Dessa forma, o Padre tomou uma providência: foi até à Gávea e rezou uma missa. Além disso ele disse aos jogadores do Flamengo que cada um acendesse uma vela e somente assim o time voltaria a ser campão.

Por coincidência ou não as coisas começaram a mudar a para o rubro-negro carioca. Foi campeão estadual três vezes consecutivas: 1953, 1954 e 1955.

Seja pela fé ou pela razão, o Flamengo conseguiu voltar a colocar as mãos nas taças e São Judas Tadeu tornou-se o santo padroeiro do clube. Desde então no dia 28 de outubro, o elenco vai até à Igreja do Cosme Velho celebrar a missa em homenagem ao santo.

O Flamengo anda bem acompanhado

Em 2019, o Flamengo se deparou mais uma vez com um nome celestial: Jesus. Não, este não é santo, mas fez milagre. Isso para não falar da ajudinha do João de Deus, o auxiliar.

Desde que o português chegou, o Flamengo vem apresentando o melhor futebol do país e alegrando a vida de muitos torcedores que há um bom tempo estão só no “cheirinho”.

Jesus assumiu o elenco em junho deste ano. O time estava a 8 pontos do primeiro colocado. Com a contratação de algumas peças importantes, como Gerson e Pablo Marí, conseguiu montar uma excelente equipe, reconstruir o estilo de jogo que os flamenguistas gostam de ver e hoje está a 10 pontos do segundo colocado. Entretanto o que mais empolga os 42 milhões de torcedores é um sentimento que há 38 anos nenhum coração rubro-negro sentia.

O grande milagre de Jesus foi a final da Libertadores. Uma geração inteira de flamenguistas não sabe o que é isso. Conquistar a América parecia um sonho distante para quem viu o Flamengo ser eliminado "x" vezes nas oitavas de final.

Por outro lado tudo parece que tudo está dando certo para o Flamengo. O time está se preparando para mais duas conquistas, porque a primeira foi no início do ano ao conquistar o Rio de Janeiro. Faltam 10 batalhas, ou menos, para conquistar o país e somente a guerra final para conquistar a América.

Por fim, não sabemos o que deu ao Flamengo um ano tão promissor. Não sabemos se foram os torcedores com suas promessas para São Judas Tadeu, se foram as promessas feitas ou a chegada de Jesus.

Independente se houve ou não intervenção divina, hoje é oficialmente o nosso dia. É o dia de vestir o manto sagrado, carregar o escudo no peito e agradecer todos os dias por ser rubro-negro.

#DiadoFlamenguista #Flamengo #LibertadoresdaAmérica

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle