A sensação Leicester está de volta


O campeão inglês da temporada 2015/2016 está com tudo esse ano e ocupa a segunda posição da tabela

Apenas atrás do líder Liverpool que tem 34 pontos, os Foxes estão na vice-liderança com 26 pontos, com Chelsea e Manchester City na cola com 26 e 25 pontos, respectivamente. Há muitos que dizem que é só sorte de principiante, mas são 12 jogos com 72% de aproveitamento. O clube é liderado por Brendan Rodgers e tem como principal destaque Jamie Vardy, que conta com 11 gols na temporada.

Fundado em 1884, o Leicester é conhecido pela sua espetacular campanha na temporada 2015-16, com 23 vitórias, 12 empates e apenas 3 derrotas em 38 jogos, com as estrelas Jamie Vardy, Kanté, Mahrez, Drinkwater e Okazaki e liderado pelo italiano Claudio Ranieri.

Como acontece com vários clubes no mundo, o Leicester foi comprado por um bilionário tailandês em 2010, cujo nome é impronunciável - Aiyawatt Srivaddhanaprabha, dono das empresas King Power Duty Free - e foi quando tudo começou a mudar. Foi promovido da Championship em 2013-14 com o título e quase foi rebaixado na temporada seguinte. O clube manda seus jogos no King Power Stadium - antes chamado Walkers Stadium - , cuja capacidade é de 32.262 pessoas. Os seus rivais diretos são Nottingham Forest, Derby County e Coventry City.

A campanha do Leicester nesta temporada só perde para a do líder Liverpool. Nesses 12 jogos, os Foxes venceram oito vezes, empataram duas e perderam duas (para os Reds e para os Red Devils). Os Foxes vem jogando em um 4-1-4-1, com Schmeichel no gol, na defesa Chilwell, Söyüncü, Jonny Evans, Ricardo Pereira, Wilfred Ndidi isolado na primeira linha do meio de campo, Barnes, Maddison, Tielemans e Pérez na segunda linha do meio de campo e Jamie Vardy isolado no ataque. Os artilheiros até agora são Vardy com 11 gols, Maddison com quatro e Tielemans e Pérez com três. Os maiores assistentes são Barnes com quatro assistências e Tielemans e Chilwell com três.

Leicester 2015-16 x Leicester 2018-19

Jamie Vardy e Peter Schmeichel são os únicos do plantel atual que fizeram parte do brilhante elenco de 2015-16. De um 4-3-2-1 de 2015-16, para um 4-1-4-1 de 2018-19, onde Vardy continua peça chave do time e responsável pela maioria dos gols dos Foxes. Vale ressaltar o recorde de transferência pelo clube de 40 milhões de libras com o belga Tielemans. O jogador hoje faz o papel que Mahrez fazia no plantel de 2016 e o Maddison tem sido um destaque forte no elenco, ótimo aproveitamento do jogador que pertencia ao Norwich City, campeão da Championship 2018-19. O meia atacante Pérez é bem versátil, podendo jogar como um meia aberto, um segundo atacante, além de movimentar/flutuar pela área. O time de Claudio Ranieri era um time com pouca posse de bola e baseado em contra-ataques, já o time de Brendan Rodgers procura construir e aumentar a posse.

Levando em conta as partidas do Campeonato Inglês entre a primeira rodada e a décima segunda da temporada 2015-16 (a temporada do título) e da temporada 2018-19 (a temporada atual), não há muita diferença na pontuação. Enquanto em 2016 nessa mesma rodada os Foxes tinham 25 pontos e estavam em terceiro lugar no campeonato, atrás de Arsenal e Manchester City ambos com 26 pontos; em 2019 os Foxes são vice-líderes com 26 pontos, apenas atrás do Liverpool que tem 34. Ou seja, não é impossível nem improvável uma reviravolta no Campeonato Inglês por mais que o time de Jurgen Klopp esteja mais entrosado e que os demais times do Big Six tenham elencos mais valiosos financeiramente.

O que esperar na temporada 2019-20?

Brendan Rodgers já foi técnico do time B do Chelsea, do Watford, foi responsável pelo acesso do Swansea à Premier League, foi bicampeão escocês pelo Celtic, foi vice-campeão inglês pelo Liverpool e chegou no final da temporada passada para mudar o estilo de jogo do Leicester. Os Foxes terminaram em 9º lugar no campeonato e a meta do clube é continuar subindo de patamar. Rodgers é um treinador muito questionado por suas ideias diferentes, mas também é muito elogiado e esse pensamento diferenciado levou-o a algumas conquistas.

Os Foxes estão tendo um ótimo rendimento nesta temporada da Premier League, inclusive tendo mais gols marcados que o líder Liverpool. O próprio técnico tem essa meta de ameaçar o Big Six com seu time, apesar de saber que será um grande desafio. Sobre os confrontos que já aconteceram, os Foxes perderam de 1 a 0 para o Manchester United e de 2 a 1 para o Liverpool, empataram em 1 a 1 com o Chelsea, venceram por 2 a 1 o Tottenham e por 2 a 0 o Arsenal. Além deles, os Foxes implantaram algumas goleadas nesta temporada: 5 a 0 contra o Newcastle e 9 a 0 contra o Southampton!

Ainda há uma boa temporada pela frente, Brendan Rodgers vem com seu jeito inovador para testar algumas outras formações e escalações diferentes da publicada aqui, além da possibilidade de melhor desenvolvimento dos jovens do time. O nível técnico do time de Rodgers é maior do que o de Ranieri, mas há um fator externo: a ótima fase do Liverpool. É claro que o título é algo bem difícil e duvidoso, mas estar na ponta da tabela nessas doze primeiras rodadas já é um grande avanço e não podemos contar como algo impossível de se acontecer.

A próxima partida dos Foxes será após a Data Fifa, contra o Brighton and Hove Albion fora de casa no sábado 23/11. Será que o Leicester continuará com essa brilhante campanha? Diz aí nos comentários!

#Leicester #Vardy #Maddison #BrendanRodgers #Tielemans #Perez #Foxes

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle