#4anosFPE: o mundo é delas, e o Futebol por Elas

Atualizado: Jul 25

Com mais de um ano de idade, descobri a paixão pelo futebol. A história quem conta é meu pai, José, que orgulhoso diz que eu pedia para ele não gritar quando o Grêmio marcasse gol. Ingenuidade dele achar que não iria me apaixonar por este esporte. Logo ele, que defendeu as cores do Três Passos Atlético Clube (TAC), e que aos fins de semana me levava ao estádio para acompanhar a tipíca "pelada" de amigos.

Com apenas sete anos, decidi me tornar jornalista. O sonho? Correspondente internacional. Mas os domingos eram recheados de churrasco e futebol. Entre um chimarrão e outro, ouvia meu pai relembrar de histórias... histórias que ainda escutava antes de dormir. Princesas, príncipes e madrastas malvadas nunca tiveram espaço nos contos que meu pai contava. Aos 11 anos, a grande decisão: o jornalismo esportivo.

Quando ingressei na faculdade, o sonho só aumentou e também se transformou. Quatro anos do início deste sonho, a ideia de criar um blog com uma equipe 100% feminina. O motivo? Dar voz as torcedoras, jornalistas, jogadoras, árbitras... a todas as mulheres que fazem parte deste mundo e que batalham diariamente pelo futebol feminino, e por seu espaço.

Aos poucos, as histórias também começaram a abranger as quadras. Do futebol ao futsal, os objetivos se entrelaçam na esperança de que as modalidades sejam valorizadas e tenham um espaço maior.

Em quatro anos crescemos, amadurecemos, e tantas mulheres fizeram parte da nossa história - mostrando que a história sempre tem um novo capítulo, mas com o mesmo sonho que tem motivos para se tornar realidade - embora este caminho não seja fácil, o empenho, luta, dedicação e incentivo vão continuar fazendo parte da nossa história, seja nos campos ou nas quadras, o futebol e o futsal continuarão sendo feitos por elas.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle