• Ritieli Moura

A América é verde! Palmeiras bate Santos e conquista o bi da Libertadores

Em jogo decidido no detalhe, o Palmeiras bateu o Santos por 1 a 0 e ficou com o título da Libertadores da América 2020. A partida já se encaminhava para a prorrogação quando Breno Lopes, que havia saído do banco de reservas, subiu na área e mandou a bola pro fundo do gol no Maracanã, para garantir o segundo título da copa ao Verdão.


(foto: Palmeiras / divulgação

A primeira etapa parecia que ia ser de muita movimentação, mas o que vimos foi um jogo pouco criativo apesar da intensidade. As equipes se estudaram bastante e apostaram na marcação forte, o que deixou o duelo truncado e com muitas divididas. Tivemos raras chegadas perigosas no ataque dos dois lados. O Santos foi o primeiro a aparecer, logo aos cinco minutos, quando Kaio Jorge trabalhou com Pará e o lateral arriscou, mandando perto do gol. O Verdão respondeu aos 11, com Rony, que arrancou em velocidade pela esquerda e colocou na área, mas John afastou. Aos 34, Raphael Veiga invadiu a área e bateu cruzado, rente à trave.


O Palmeiras voltou mais ligado para a segunda etapa, com a marcação adiantada. Aos sete minutos, Gabriel Menino colocou na área, Rony tentou de cabeça, mas não alcançou. Aos 13, o Peixe teve oportunidade em bola parada. Soteldo rolou para Marinho, que levantou na área, Lucas Veríssimo tentou chegar para finalizar, mas a bola saiu pela linha de fundo. Uma das chances mais perigosas na etapa final foi em cobrança de falta de Raphael Veiga, que passou raspando o travessão e ficou na rede pelo lado de fora. A outra veio dos pés de Pituca, que mandou uma bomba da entrada da área para Wewerton espalmar. Na sobra, Felipe Jonatan pegou de primeira e mandou para fora.


A partida ganhou um novo cenário já nos acréscimos. Cuca e Marcos Rocha protagonizaram uma confusão, quando o técnico tentou segurar a bola e foi empurrado pelo palmeirense. O comandante do Santos foi expulso e o jogador do Verdão recebeu amarelo.


O cronômetro marcava 53 minutos quando Rony recebeu na intermediária e cruzou na cabeça de Breno Lopes, que mandou pro fundo da rede. Foi o gol do bicampeonato do Palmeiras na Libertadores da América.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo