A expectativa dos torcedores para as oitavas de final da Copa do Brasil

Os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil serão definidos nesta quinta-feira (1º), em um sorteio que será realizado às 11h30 na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Dezesseis times estão na disputa, sendo que América Mineiro, Atlético Goianiense, Botafogo, Ceará e Juventude garantiram classificação após disputarem a 3ª fase. Já o Fortaleza, Cuiabá e Bragantino foram os campeões da Copa do Nordeste, Copa Verde e da Série B. Os brasileiros que disputam a Libertadores da América (Athletico Paranaense, Corinthians, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e São Paulo), também integram o seleto grupo que está em busca de uma das taças mais desejadas das competições nacionais.


O atual campeão, Athletico Paranaense teve reformulações após a conquista inédita. A principal aconteceu no comando técnico, com a saída de Tiago Nunes para o Corinthians. Nesta temporada, o Furacão teve mais uma mudança, após a saída de Dorival Junior em agosto, Eduardo Barros assumiu o cargo de treinador de forma interina. A reestrutura é vista com bons olhos pela torcedora Talitha Sousa Silva. "Agora com Eduardo Barros, o time voltou a ter mais a cara de 2019. Com um jogo mais rápido, indo pra cima do adversário sem se importar qual seja. A esperança de um ano melhor aumentou, creio que participar da final de uma Copa do Brasil está mais distante mas não impossível, mas uma longa vida na Libertadores e entre os sete primeiros do Brasileirão esta bem próximo dos objetivos", destaca.


Já o Internacional não quer bater na trave novamente e que encerrar o jejum. A última conquista dos gaúchos na competição foi há 28 anos. Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, as arquibancadas irão ficar vazias, e para o torcedor colorado, Clayton Magalhães, essa situação torna o mata-mata ainda mais imprevisível. "A expectativa é que a Copa do Brasil esse ano seja imprevisível e muito disputada. O futebol brasileiro vive um nivelamento técnico muito baixo e os times classificados para as oitavas mostram isso atuando. Sem os torcedores nos estádios, não terá aquela pressão a qual deixa os jogadores o jogo todo em um nível alto de concentração, podendo levar a erros e consequentemente a desclassificação", salienta.


Outro ponto destacado foi a oscilação do time gaúcho em algumas competições. "Ao meu time, o Inter, a expectativa não é grande, afinal o time vem de um mês de setembro com apenas uma vitória e uma sequencia de maus resultados no Brasileirão. Fora isso, o time tem demonstrado pouca capacidade de concentração em jogos decisivos (vide Grenais) e um futebol pouco produtivo, pragmático, previsível. Apesar disso, a competição será imprevisível e às vezes uma classificação suada com pouco futebol pode fazer um dos times adquirir confiança e subir um degrau acima dos demais".


O Flamengo é outro time que vive um jejum na competição, e para a torcedora do Flamengo, Carol Soares, a temporada do clube carioca ainda não está "enchendo" os olhos dos torcedores. "Apesar do momento que o rubro-negro tá vivendo, a falta de entrosamento entre time e treinador, a questão da pandemia que atingiu metade dos jogadores e a insatisfação da torcida e tudo mais, eu tô bem ansiosa pela nossa estreia na Copa do Brasil". Mas os capítulos iniciais desta nova história do Fla na competição ainda tem um "gostinho" amargo. "Ainda não engolimos aquela eliminação para o Athletico Paranaense. Fora que, depois do ano mágico que vivemos em 2019, a expectativa é de que a gente ganhe tudo o que disputar de novo. Entramos na competição nas fases eliminatórias então é ganhar ou ganhar".


E você, qual é a sua expectativa para a Copa do Brasil?

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle