• Vanessa Ritter

A grandeza de Amandinha no futsal

Atualizado: Jun 23

Longe das quadras desde março, a jogadora do Leoas da Serra, de Lages em Santa Catarina, Amandinha ainda não perdeu a esperança de que possa haver competições em 2020 – a própria Confederação, até o momento, não cancelou o que seria disputado. Taça Brasil, Copa Brasil, Brasileiro e a segunda partida da Supercopa, valendo vaga para a Libertadores, foram alguns dos principais campeonatos que foram adiados.


Com a atual situação complicada, redução de salário, perda de patrocinador, a atleta de 25 anos acredita que o esporte foi afetado bem diretamente e a modalidade, de um modo geral, vai retornar com dificuldades – principalmente o futsal feminino.


“Nada do que já não tenhamos enfrentado e vencido. Por isso a minha esperança e minha fé sempre são grandiosas. Acredito que seja um momento de reflexão que todos nós estamos passando e que precisamos mais do que nunca nos unirmos para o bem da modalidade. Além de não estarmos fazendo o que amamos, é o fato de não podermos estar trabalhando e dando retorno aos nossos patrocinadores e, consequentemente, fazendo nosso esporte crescer cada vez mais. ”

(Foto: Divulgação)

Nascida em Fortaleza, Amandinha deixou sua cidade ainda na adolescência para atuar em Santa Catarina. Foi pela equipe de Brusque que chegou à seleção brasileira e teve seu primeiro título de melhor do mundo. O futsal feminino recebe investimento bem mais modesto que o masculino. Desde 2017 no Leoas da Serra, a modalidade das mulheres ganhou uma maior visibilidade com a presença da atleta cearense.

Conquistado todos títulos possíveis, com destaque para a Libertadores da América 2018, a Copa das Campeãs e o 1° Mundial Interclubes Feminino em 2019, em março de 2020 conquistou um marco histórico. Foi eleita pela sexta vez – 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2019 – a melhor jogadora de futsal do mundo.


“Com certeza, 2019 foi um dos maiores anos da minha vida. Não falo nem tecnicamente, mas a grandeza das conquistas foram inigualáveis [...] Dentro da modalidade você pode até questionar a minha qualidade técnica, você pode até ter sua preferência por outras atletas, gostos e opiniões não se discutem, é corretíssimo você ter a sua. Mas uma coisa que nunca vão poder questionar ou falar mal de mim é o tamanho da abdicação e da entrega que dei por uma modalidade incrível e “invisível” chamada futsal feminino.”

O prêmio, Futsal Awards, é concedido pelo site Futsal Planet e é considerada a principal premiação da categoria desde 2007. O título que já premiou outras três brasileiras - Vanessa Cristina Pereira, Luciléia Renner Minuzzo e Cilene Pereira Paranhos - também já foi destinado aos ex-jogadores brasileiros Falcão (4x) e Manoel Tobias (3x).





Todo o nosso material editorial (textos, fotos e vídeos autorais) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle