• Gabriele Módolo

A profissão jogador de futebol

O Dia do Trabalhador é feriado e sinônimo de descanso para várias pessoas, que buscam todos os dias, uma sociedade mais justa e igualitária, no Brasil e no mundo. Vamos analisar essa data no aspecto do Jogador de Futebol. Muitas pessoas dizem ser uma área diferente das outras profissões, será mesmo?


Tornar-se um atleta profissional é um processo que exige esforço logo na infância. Treinamentos diários, investimento de tempo e de dinheiro. Muitas vezes, deixa-se de viver datas comemorativas ao lado de pessoas especiais, enfrenta-se diariamente a saudade e dribla-se a fome para buscar esse sonho.


Enquanto a maioria dos amigos estão pensando nos vestibulares, os garotos para se tornarem profissional da bola, aqui no Brasil, geralmente, devem ter até 20 anos.


foto: Londrina / divulgação

Se tudo der certo, o jovem poderá ter uma carreira promissora e ir para um grande clube ou passar por equipes menores e enfrentar algumas dificuldades como: atraso de salários, ou pagamentos de metade do valor, lesões que podem tirá-lo dos gramados por meses, anos ou até ter que se aposentar precocemente. Além das concentrações todas as semanas, não ter feriados ou folgas programadas. Deixar suas esposas e filhos sozinhos em uma cidade desconhecida ou muitas vezes, ficar meses sem vê-los.


Segundo uma pesquisa realizada pela Pluri Consulturia em 2019, o jogador de futebol no Brasil tem a mesma representação da maioria dos trabalhadores: trabalha muito, ganha pouco, e enfrenta dificuldades diariamente.


A média de salário de quem dedica a sua vida a viver de futebol é parecida com o trabalhador brasileiro. 82% deles ganham um salário mínimo. 13% entre R$ 1.000,00 e R$ 5.000,00, e apenas 5% mais de R$ 5.000,00 reais por mês. Além do mais, a carreira no esporte é mais curta, os trabalhos são por contratos e a aposentadoria é algo distante.


Futebol não é só dinheiro, glamour e fama, não é mesmo? São poucos que conseguem tudo isso e mesmo assim o profissional continua ganhando rótulos.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo