• Vanessa Ritter

Apesar de incertezas, futsal brasileiro quer voltar em agosto

Depois do retorno do futebol o futsal também ensaia sua volta às quadras em todo Brasil. A Liga Nacional de Futsal, na sua edição comemorativa de 25 anos, pretende voltar dia 21 de agosto, caso as cidades e estados estejam liberadas pelos órgãos de saúde e decretos do governo.


A realização da maior competição de futsal do país só será possível devido a um “Protocolo de Jogo”, elaborado com base nas orientações de saúde. O documento tem como objetivo levar segurança aos jogos e preservar os envolvidos. A LNF ressaltou as principais medidas que serão adotadas dentre aquelas que o protocolo exige:

Distanciamento social: Atletas e membros da comissão técnica, caso possível, devem permanecer isolados em CT ou hotéis;


Medidas de higienização: Todos os ambientes utilizados devem estar bem ventilados e devem ter seu layout modificado para garantir o distanciamento entre as pessoas;


Ajustes e sanitização dos ambientes: Constante atualização das informações preventivas e status da Covid-19 em cada clube;


Utilização de EPIS: É obrigatório o uso de máscaras faciais por todos os envolvidos durante todo o período de convivência. Exceção feita aos que estão praticando exercício em alta intensidade;


Controle e monitoramento: Realização de testes conforme necessidade. Controle de sintomas e temperatura dos envolvidos. Fiscalização do cumprimento das ações preventivas. Monitoramento dos casos de Covid-19 pelos clubes com comunicação imediata e obrigatória à LNF.

A nova realidade imposta pela pandemia do coronavírus trouxe alterações também na forma de disputa. As equipes foram divididas em três grupos de sete clubes de acordo com suas regiões. Cada grupo joga entre si e os classificados vão para os playoffs, seguindo então, da forma normalmente realizada. A medida da divisão dos clubes é para minimizar o deslocamento das delegações. E os jogos, ficaram definidos sem a presença de público.

Confira os grupos:

Grupo A: ACBF, Atlântico, Blumenau, Joinville, Cascavel, Foz Cataratas e Marreco;

Grupo B: Assoeva, Joaçaba, Tubarão, Jaraguá, Campo Mourão, Pato e Umuarama;

Grupo C: Corinthians, Brasília, Dracena, Minas, Praia Clube, São José e Sorocaba.

Com o possível retorno para esse mês, equipes que tiveram a liberação dos ginásios voltaram aos treinamentos. Campeão da LNF de 2017, o JEC/Krona, de Joinville, voltou às quadras em junho, pelo início do catarinense em julho, mas devido aos decretos estaduais estreia somente durante essa semana. Para a equipe de Santa Catarina a volta da LNF é muito esperada e o protocolo de retorno é seguro. A regionalização das partidas pode ajudar no que diz respeito ao gasto com viagens, devido a questão financeira de 2020, com a redução ou adiamento de pagamentos de patrocinadores por um período.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle