Batalha de La Plata: o jogo da vida para o Grêmio

Atualizado: Jul 24

A Libertadores da América sempre foi conhecida como a competição dos jogos históricos. As batalhas em campo muitas vezes saiam das quatro linhas, e ia aos vestiários. E foi neste clima, que Estudiantes e Grêmio protagonizaram uma batalha em 1983.

O clima de tensão iniciou antes mesmo da bola rolar. Durante o trajeto do ônibus do Grêmio até o Estádio Jorge Luis Hirschi, várias pedras foram arremessadas pelos torcedores. Mas o que ascendeu a disputa entre brasileiros e argentinos foi o cartão amarelo que o jogador do Estudiantes, Marcelo Trobbiani recebeu antes do apito inicial. Nas arquibancadas, o clima também estava quente. Arremessando objetos dentro de campo, a torcida argentina entoava cânticos discriminatórios.


Dentro de campo, o jogo começou com dominância dos donos da casa, e também com as fortes faltas em cima dos jogadores do Grêmio. O primeiro jogador do Estudiantes expulso foi Trobbiani, que após sofrer uma falta de China, acabou revidando com um chute. Ponce também foi expulso, desta vez, por ter acusado o arbitro de tê-lo empurrado. Apesar da desvantagem numérica, o Estudiantes balançou as redes. Após uma cobrança de falta, Gurrieri deu a vantagem no placar para os argentinos. Mas a alegria não durou muito, isso porque, Osvaldo empatou.

Mas foi durante o intervalo que a violência ocorrência ocorreu. Encurralado por três adversários próximo a porta do vestiário, o atacante do Grêmio, Caio, foi agredido e sofreu uma fratura na tíbia. Lesão que impediu o jogador de retornar a campo para o segundo tempo. O substituto do jogador foi César, que marcou o segundo gol gremista na partida, o camisa 7, Renato Gaúcho também deixou o seu, e na comemoração mandou a torcida adversária ficar em silêncio.

A vitória momentânea dava a classificação antecipada, mas os ares de tensão tomaram conta quando o Estudiantes teve um terceiro jogador expulso, e, pouco tempo depois, Téves agrediu Renato, e também recebeu o cartão vermelho. Com sete jogadores em campo, o Estudiantes descontou com Gurrieri, e Gugnali garantiu um empate heroico. Enquanto os jogadores argentinos comemoravam o resultado, os gaúchos tiveram que receber a segurança da polícia dentro de campo.

A Batalha de La Plata ficou conhecida não apenas pelos obstáculos que os jogadores gremistas enfrentaram, como também, por fazer parte da trajetória do Grêmio na conquista inédita da Libertadores da América de 1983.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle