• Márcia Becker

Brusque volta à Série B depois de 32 anos e fortalece SC no cenário nacional

Quem poderia imaginar que o Brusque sairia da quarta divisão e em pouco mais de dois anos conquistaria o tão sonhado à Série B do Campeonato Brasileiro?! Um sonho distante, mas que na noite de ontem se tornou realidade após bater o Ituano por 4 a 2, no Augusto Bauer.


O acesso é fruto de muito trabalho e persistência de um clube que passou por graves crises financeiras, mas conseguiu dar a volta por cima. Provando que se pode fazer futebol sem gastos exorbitantes, com cautela e pés no chãos. Desde o jogo contra o Corinthians, em 2018 e a conquista da Copa Santa Catarina no ano seguinte, o Brusque veio trabalhando duro para esse momento.


(foto: Lara Vantzen / Brusque)

De 2019 pra cá, os resultados aconteceram naturalmente. O Marreco conquistou o acesso e posteriormente o título da Série D do Campeonato Brasileiro, além da Copa Santa Catarina. No ano seguinte, foi campeão da Recopa Catarinense, vice-campeão do estadual e chegou à quarta fase da Copa do Brasil. E na noite da última segunda-feira, conquistou o acesso à segunda divisão e com chances de faturar mais um título, o da Série C.


Quem já foi à cidade de Brusque, no Vale do Itajaí, pode perceber ao andar nas ruas o quanto a cidade comprou o espírito da equipe e abraçou o time. Dia de jogo do Marreco é dia de festa, de colorir as janelas e vibrar pelo time que representa a região. Essa união foi determinante para o sucesso dos últimos anos.


E com essa ideia de união, que a diretoria, encabeçada pelo presidente Danilo Rezini, traçou a meta ambiciosa de voltar à Série B do Campeonato Brasileiro. A jornada não foi fácil, mas com uma gestão séria e responsável, o Brusque conseguiu driblar as adversidades e ter êxito dentro de campo, mesmo quando precisou trocar o treinador e reformular o elenco a cada início de temporada.


E um dos maiores responsáveis por mais esse sucesso, se chama: Jersinho Testoni. De auxiliar técnico a treinador, em pouco mais de um ano, conseguiu passar aos jogadores, sua metodologia de trabalho, fez com que o Brusque jogasse bonito e quando faltou técnica, sobrou raça, porque foi assim que nos habituamos a ver o Marreco nos últimos anos.


Uma trajetória vitoriosa, que coloca o time do Vale do Itajaí entre os grandes do estado, fortalecendo ainda mais o futebol de Santa Catarina no cenário nacional. O caminho daqui para frente é árduo, muita coisa terá que ser colocada em pauta para os próximos desafios, como onde jogar, como oferecer condições melhores para os jogadores no centro de treinamento, onde formar novos atletas, mas tudo isso é conversa para outra oportunidade. O momento agora é de celebrar: Santa Catarina está em festa!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle