• Eduarda Porfírio

Ceará volta a conquistar a Copa do Nordeste de forma invicta

Reeditando a grande final da Copa do Nordeste de 2015, Bahia e Ceará realizaram o jogo de volta da grande final de 2020. O Bahia com a esperança de fazer o impossível acontecer e reverter a derrota por 3 a 1. Já o Ceará, precisava de um empate ou uma vitória para garantir o bicampeonato. E o gol de Cléber, consolidou mais um título de forma invicta do alvinegro cearense na noite deste terça-feira (4).


O primeiro tempo na capital baiana foi marcado por mais investidas do Bahia no ataque, diferente do Ceará, que tentava com jogadas pela esquerda, mas não conseguia progredir pela defesa do Tricolor de Aço. Aos sete minutos, o zagueiro Juninho do Bahia tenta um lance perigoso, que é defendido pelo goleiro Prass. Aos 15 minutos, o Alvinegro aproveitou as bolas paradas que surgiram para pressionar no ataque, mas não obteve êxito em fazer a rede balançar.


O jogo parou aos 22 minutos para a análise de um possível pênalti a favor do Bahia, em lance iniciado por Fernandão que rendeu dúvidas se a bola havia pegado na mão de um dos jogadores do Vovô que estava na área. Após minutos de apreensão, o árbitro de vídeo determinou que o toque de mão não tinha ocorrido.


(Foto: Jhony Pinho/Agif)

No segundo tempo, os times retornaram animados. O Bahia teve uma falta marcada ao seu favor, Rodriguinho alçou na área e a defesa afastou. No lance seguinte, o Ceará marcou o seu gol com Cléber após uma jogada construída por Leandro Carvalho, Bruno Pacheco entrou o atacante na pequena área, que sem dificuldades, colocou o alvinegro à frente do placar.


Mesmo com a desvantagem, o Bahia continuou pressionado e seguiu tentando o gol de empate. O técnico Roger optou em deixar o ataque mais movimentado com a entrada de Marco Antônio no lugar de Rossi. Quase no fim do 2º tempo, o Tricolor teve uma oportunidade com Fernandão, que desperdiçou depois de um chutou muito fraco, onde goleiro Fernando Prass defendeu sem dificuldades.


O Bahia foi valente nos minutos finais e acuou o Ceará em seu campo de defesa. Mas a forte marcação impediu que o Tricolor levasse perigo, e com isso, o alvinegro cearense garantiu o seu bicampeonato invicto.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle