• Alícia Soares

Copa do Mundo Feminina será na Austrália e na Nova Zelândia em 2023

Será a primeira vez que a Copa do Mundo Feminina acontecerá em dois países sede, além de contar com 32 seleções


A Copa do Mundo Feminina será na Austrália e na Nova Zelândia e contará com 32 seleções

Saiu na tarde de hoje o resultado definitivo da escolha das sedes para a próxima Copa do Mundo em 2023. As sedes disputantes foram Colômbia e Austrália e Nova Zelândia. A candidatura conjunta da Oceania venceu por 22 votos a 13. Ainda, também foi anunciado um novo formato: a competição contará com 32 seleções. A decisão havia sido adiada devido à pandemia do Coronavírus, contudo ocorreu por videoconferência entre o Conselho da Fifa.


Inicialmente nove países demonstraram interesse em sediar a Copa de 2023, mas cinco desistiram e sobraram apenas quatro: Brasil, Japão, Colômbia e a candidatura conjunta entre Austrália e Nova Zelândia. Entretanto, faltando duas semanas para o anúncio, o Brasil desistiu da candidatura, alegando vários fatores mas principalmente a falta de garantias do Governo Federal exigido pela Fifa, e faltando três dias o Japão desistiu devido ao curto intervalo de tempo que ocorreria entre os Jogos Olímpicos - agora em 2021 - e a Copa do Mundo Feminina.


A Fifa realizou uma vistoria nas sedes para que pudesse avaliar o quão cada uma estaria preparada para receber a competição. Os critérios utilizados foram 70% na infraestrutura - sendo 35% para a qualidade dos estádios, 15% para as instalações de equipes e árbitros, 10% para acomodações, 5% para locais de transmissão e 5% para outros locais - e 30% em previsão de desempenho comercial. Os resultados saíram no dia 10 de junho e em uma escala de 1 a 5, Austrália e Nova Zelândia receberam 4,1 e a Colômbia recebeu 2,8.


Planos de Candidatura

A Colômbia enfatizou as competições esportivas que já aconteceram no país, como a Copa do Mundo de Futsal, a Copa do Mundo sub-20, a Copa do Mundo de Atletismo Infantil e os Jogos Centro-americanos e do Caribe, valendo ressaltar a Copa América que aconteceria este ano em sede conjunta com a Argentina. Também apontou o crescimento significativo do futebol feminino no país.


As sedes seriam em Bogotá, Cali, Barranquilla, Medellín, Cartagena das índias, Bucaramanga, Armênia, Pereira, Manizales e Cúcuta.


Já a Austrália e a Nova Zelândia se candidataram conjuntamente e buscam o grande legado que o futebol feminino pode levar para os dois países e para um continente que não é considerado tradicional no futebol, mas exaltando o crescimento da popularidade desse esporte em suas culturas. Também destacaram eventos que receberam, como as Olimpíadas e a Copa do Mundo Sub-20.


As cidades-sede no lado da Austrália seriam Sydney, Melbourne, Brisbane, Perth, Adelaide, Newcastle e Launceston. Já do lado dos neozelandeses seriam Auckland, Wellington, Christchurch, Hamilton e Dunedin.


O que vocês acharam da decisão? Conta pra gente!

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle