• Gabriélen de Oliveira Marques

Descumprimento de protocolos marca a volta do futebol no Brasil

Atualizado: Jul 24

Além da volta indevida do futebol carioca num momento onde o país supera 1 milhão de casos da Covid-19, na última quinta-feira (18), Bangu x Flamengo se enfrentaram no Maracanã sem público, jogo que deu início à volta do segundo turno no campeonato estadual do Rio de Janeiro. O Flamengo venceu de goleada o Bangu por 3 a 0 com gols de Arrascaeta, Bruno Henrique e Pedro Rocha, enquanto no hospital de campanha ao lado do estádio morreram duas pessoas infectadas pelo Coronavírus.


(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Nesse cenário triste em que vivemos, a volta do futebol não deveria ser questionada pelo menos no Brasil nesse momento, e com a volta dele, cumprir com as regras tem que ser obrigatório, mas não foi o que aconteceu depois da partida. Logo após o apito final, os jogadores se abraçaram e descumpriram com a regra do contato, além de que o elenco não se concentrou para o jogo contra o Bangu, embora o estabelecido no documento seja uma concentração prévia de 48 horas antes da partida. 


Com isso, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) entrou com um ofício no Ministério Público, denunciando o Flamengo por descumprimento do protocolo de saúde elaborado pela FERJ. Não sabemos qual será a punição ou se haverá alguma, o Ministério Público estuda quais medidas tomar, lembrando que o Botafogo e Fluminense entraram com uma ação no Superior Tribunal da Justiça (STJD) pedindo que suas partidas sejam adiadas no campeonato. 


Mesmo com todo o ocorrido, o Flamengo segue líder na tabela e garante vaga nas semifinais da Taça Rio.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle