• Assessoria de Imprensa

Em passo inédito, Nike e CBF lançam os uniformes da seleção brasileira feminina sem as 5 estrelas

Atualizado: Jan 16

Aguardada por muitas fãs da modalidade, a camisa está disponível a partir desta sexta-feira (27/11)

Valorizar as conquistas das mulheres que construíram a rica história da Seleção Feminina ao longo dos anos e inspirar uma nova geração de atletas. É com esse mote que a Nike e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lançam nesta sexta-feira, 27/11, os uniformes da Seleção Brasileira feminina que, pela primeira vez, trazem o novo escudo da CBF, exclusivo da modalidade, sem as estrelas que simbolizavam as conquistas do time masculino.


“A nova camisa da Seleção feminina é uma grande oportunidade para inspirar toda uma nova geração de meninas que sonham em jogar futebol. Remover as estrelas da camisa é uma mensagem impactante e forte por si só, por isso, nosso foco será explorar o papel da Seleção na imaginação de todas que sonham em vestir a amarelinha. O time feminino do Brasil pode não ter uma estrela na camisa, mas as suas conquistas são históricas e dignas de serem celebradas”, completa Duda Luizelli, Coordenadora de Seleções da Confederação Brasileira de Futebol.

O Brasil já revelou algumas das principais atletas de todos os tempos, a única jogadora seis vezes eleita melhor do mundo é brasileira, é o único país sul-americano a figurar no top 10 do ranking entre as melhores seleções, colecionamos diversos números importantes em Mundiais, Jogos Pan-Americanos e superamos todos os índices de audiência em jogos transmitidos em TV aberta. Ao longo da história, o futebol feminino do país já coleciona muitas conquistas.


“A retirada das cinco estrelas representa um grande passo para nós mulheres que amamos o futebol. Valorizamos demais o peso da camisa mais respeitada do mundo, mas escrevemos a nossa própria história. Enaltecer as nossas conquistas é fortalecer o futebol feminino e a base para que futuras Debinhas, Andressinhas, Adrianas e Bias sejam regra, não exceção”, diz Debinha, atacante da Seleção Brasileira, que estrela a campanha dos novos uniformes ao lado de Bia Zaneratto, Adriana e Andressinha.


A coleção, lançada em 2019 para o Mundial da França, foi criada a partir de estudos e troca de informações com jogadoras profissionais e amadoras. O resultado é um conjunto especial de peças dedicadas às atletas de alta performance, do dia-a-dia e a todas as fãs de futebol. As camisas trazem uma inscrição secreta, surpresa da Nike em homenagem à Seleção Feminina: “Mulheres Guerreiras do Brasil” – inspiração para vencer dentro e fora de campo. Além disso, atendendo a um dos principais pedidos das atletas, uma das novidades é o caimento do shorts, que traz um corte inovador e ideal para a prática do futebol pelas mulheres.


Design

O uniforme principal carrega o tradicional tom dourado, que caracteriza a Amarelinha como símbolo de talento, ousadia e brasilidade reconhecido em qualquer canto do planeta. A barra da manga ganhou um toque de verde, enquanto o short azul e as meias brancas completam o visual clássico.


O segundo conjunto inova com azul escuro e um design inspirado numa constelação de estrelas: uma homenagem a todas as jogadoras que fazem parte da história da Seleção. Os elementos gráficos clareiam em degradê na direção da cintura e criam um efeito marcante. A gola moderna segue a mesma tonalidade azul das barras das mangas. O short branco e as meias azuis completam o uniforme.


Serviço

As camisas, sem as estrelas, estão disponíveis em Nike.com e em todo o mercado a partir do dia 27 de novembro.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle