Euro 2004: Grécia, de subestimada a campeã

Atualizado: Jul 24

A Eurocopa de 2004 teve o maior número de seleções participando das eliminatórias - onde 50 seleções etavam disputando 15 vagas para a fase de grupos. Alemanha, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Espanha, França, Grécia, Holanda, Inglaterra, Itália, Letônia, Portugal (país sede), República Tcheca, Rússia, Suécia e Suíça garantiram a classificação.


Ao lado de Portugal, a estreante Grécia foi o destaque - classificando-se na 2ª colocação com quatro pontos. França e Inglaterra (grupo B); Suécia e Dinamarca (grupo C); República Tcheca e Holanda (grupo D) avançaram na competição.


Nas quartas de final, dois confrontos foram às penalidades: após empate em 2 a 2, Portugal eliminou a Inglaterra ao vencer por 6 a 5. E no empate sem gols, a Holanda despachou a Suécia por 5 a 4.


No duelo entre França e Grécia, os gregos mostraram a força que tinham e eliminaram os campeões mundiais de 1998 e da Euro de 2000. O gol de Charisteas colocou a seleção na semifinal. Os tchecos também triunfaram diante da Dinamarca e golearam por 3 a 0.


Em Lisboa, os anfitriões garantiram vaga à final - com gols de Ronaldo e Maniche eliminaram os holandeses. Já a Grécia, voltou a surpreender vencendo os tchecos por 1 a 0 com gol de Dellas.


Fervorosos, os portugueses lotaram as arquibancadas do estádio da Luz em Lisboa. E mesmo com as façanhas gregas ao longo da competição, todo o favoritismo era de Portugal - que apostava na grande promessa, Cristiano Ronaldo. A Grécia soube aproveitar as oportunidades que teve ao longo da partida. No segunto tempo, Charisteas superou a marcação imposta pelos portugueses, e em um cabeceio certeiro balançou as redes e fez a festa da pequena torcida que esteve presente.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle