Flamengo e Libertadores: de todos os quases até a Glória Eterna

Atualizado: 25 de Jul de 2020

A Conmebol definiu nesta semana as datas, locais e horários dos jogos para a retomada da Libertadores 2020, com todos os jogos desta fase com portões fechados. A final, que aconteceria no Maracanã, está prevista para janeiro de 2021, mas a decisão sobre o local foi adiada e será tomada mais adianta, a depender da evolução da situação do COVID-19. Os Flamenguistas sonham com essa final em casa e acreditam que o Flamengo levantará seu terceiro título nos braços da torcida no Rio de Janeiro.


Foto: Reuters

No topo da América: 1981 e 2019

Em 2019, após uma final única pela primeira vez na Libertadores, que foi decidida nos últimos minutos, o time voltou pra casa campeão e foi recebido no Rio de Janeiro com uma festa que tomou conta das ruas. A final não poderia ter sido mais a cara do flamengo na libertadores: sofrida, pegada, decidida nos momentos finais, emocionante, monumental. E então, depois de 38 anos, o rubro-negro carioca finalmente voltou ao topo das Américas e não pretende sair de lá. A conquista da Glória Eterna estará para sempre marcada no coração de muitos rubro-negros que nunca tinham visto o time vencer uma libertadores. A última vez que o time chegou à final e venceu foi em 1981, com o time histórico do craque Zico, que venceu o Cobreloa, do Chile. À época, a final teve três jogos: uma vitória pra cada lado, e o jogo desempate, que o Flamengo venceu.

Os quases

Foram longos 38 anos de espera entre um título e outro, batendo na trave algumas vezes com tropeços que poderiam ser evitados. Hoje, olhando, percebemos que todos esses tropeços foram ingredientes importantes para ressignificar a Libertadores 2019, quando aquele grito de campeão entalado na garganta dos flamenguistas finalmente explodiu. Mas, não se engane, se a gente pudesses escolher ter esperado menos, ter estado mais vezes no topo, escolheríamos sem pensar. Foram muitos quases que fizeram milhões de flamenguistas amargar derrotas, muitas em casa. O Flamengo não chegava à uma semifinal desde 1984, quando a competição tinha outro formato, na época, dois grupos de três eram formados e os melhores clubes de cada chave se enfrentavam na final. Em 1984, o Flamengo caiu diante de Grêmio e Universidad de Los Andes, e contra Peñarol e River Plate, em 1982.


Antes de 2019, a última vez que o clube carioca tinha chegado às quartas de final, foi em 2010, quando foi eliminado para o Universidad de Chile. Nesta mesma etapa, o Flamengo caiu em 1991 para o Boca Juniors e em 1993, diante do São Paulo. Além disso, nas oitavas, o clube perdeu em 2018 pro Cruzeiro, em 2007 contra o Defensor e em 2008, diante do América do México. No formato antigo da competição o Flamengo caiu na primeira fase em 1983, e já no formato novo, não passou da fase de grupos nos anos 2002, 2012, 2014 e 2017.


Os próximos capítulos

Os cariocas seguem na busca pelo terceiro título, e para isso já estão de olho nos próximos confrontos na fase de grupos, que serão no dia 17/09, contra o Independiente del Valle, às 21h. No dia 22/09 o Flamengo enfrenta o Barcelona SC às 19h15. Já no dia 30/09, Flamengo e Independiente del Valle se encontram novamente às 21h30. E na última rodada desta fase, enfrentam o Junior Barranquilla as 21h30.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle