Flamengo e Racing empatam no primeiro jogo das oitavas de final

O Flamengo enfrentou na noite desta terça-feira (24) o Racing Club, da Argentina, no estádio Presidente Perón, também conhecido como El Cilindro, em Buenos Aires, pela primeira partida das oitavas de final da Libertadores. Os clubes empataram em 1 a 1 e a decisão da classificação ficou para a próxima semana, no Maracanã.


(Foto: Staff images /CONMEBOL)

O clube carioca pode contar novamente com o quarteto Arrascaeta, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, que estiveram juntos após 26 jogos. Além disso, Filipe Luís também se recuperou e pode ser escalado pelo técnico Rogério Ceni. Minutos antes do jogo começar, o lateral chileno Isla sentiu dores na coxa durante o aquecimento e precisou ser substituído pro Renê. Pelo lado argentino, o técnico Sebastián Beccacece teve que se organizar com cinco desfalques:Solari (meia), Melgarejo (ponta) e Cvitanich (atacante) com problemas musculares; Marcelo Díaz, lesão no joelho; e Cristaldo, que testou positivo para Covid-19.


O clube argentino começou a partida marcando forte e alto, atrapalhando a organização da saída de bola do Flamengo. Os primeiros 10 minutos da partida foram bem discretos, mas aos 13’, Fabricio Domínguez começou a jogada pela direita e cruzou rasteiro para Fértoli, que finalizou no canto, entre Diego Alves e a trave, abrindo o placar. Sem tempo para deixar a nação rubro-negra assustada, a resposta veio imediatamente. Bruno Henrique recebeu em velocidade pela esquerda e cruzou para Gabriel Barbosa marcar. Pode levantar a plaquinha, hoje teve gol do Gabigol. Em menos de dois minutos, 1 a 1 em Buenos Aires.


Nos momentos após os gols, o Racing não conseguiu colocar a mesma força e pressão na marcação, mas pelo lado rubro-negro, o zagueiro Leo Pereira, ainda muito inseguro, não fez um bom primeiro tempo. Aos 31’, em falta quase de frente para o gol de Diego Alves, Rojas bateu colocado e passou perto do objetivo. Aos 33’, Bruno Henrique recebeu de Arrascaeta, driblou Domínguez e bateu colocado, acertando o travessão do goleiro Arias.


Com 60% de posse de bole, o Flamengo teve mais uma chance de virar o jogo. Aos 40’, Gerson arrancou desde o campo de defesa e encontrou novamente Bruno Henrique, que cruzou para trás, mas Gabigol não conseguiu finalizar. Os clubes foram para o intervalo com o empate por 1x1, e, os argentinos foram punidos na primeira etapa com dois cartões amarelos: Fabricio Domínguez por falta dura em Filipe Luis e o técnico Sebastián Beccacece por reclamação.


Os dois times voltaram para o segundo tempo sem substituições, e logo nos primeiros minutos o clube argentino teve um gol anulado. Mena cruzou para Lisandro López, que cabeceou para gol. Porém, o árbitro viu falta de Mena em Everton Ribeiro no iniciou da jogada e invalidou o lance, que foi revisado pelo VAR.


Aos 15’, o Flamengo experimentou o mesmo gosto amargo de um gol anulado. Vitinho, que entrou no lugar de Gabigol, recebeu na área, deu um belo lençol e rolou para Arrascaeta marcar. O árbitro sinalizou impedimento e anulou o gol, o lance foi revisado pelo VAR e o impedimento confirmado.


Aos 24’, Rene sofreu falta na entrada da área. A chance foi boa para o Flamengo, mas a cobrança de Everton Ribeirou para na barreira. Aos 27’, novamente o clube carioca poderia ter feito o segundo gol. Após bonita troca de passes, Filipe Luis encontrou Everton Ribeiro na área, que cabeceou, mas a bola foi bloqueada e desviada para escanteio. Aos 30’, novamente o Flamengo levou perigo ao gol de Arias, dessa vez com Vitinho.


Aos 33’, mais um gol anulado. O clube argentino marcou com Reniero, mas o auxiliar indicou impedimento. O VAR foi novamente acionado para checagem, confirmando o que foi marcado pelo árbitro de campo. Poucos minutos depois, foi acionado mais uma vez. Dessa vez, o zagueiro Thuler fez falta e recebeu amarelo, após revisão, o jogador foi expulso. Além disso, o zagueiro reserva, Natan, que estava no banco, também foi expulso por reclamação.


Com as expulsões, Rogério Ceni precisou improvisar para segurar o jogo nos últimos minutos. Arão chegou a fazer a posição de zagueiro e depois de lateral direito. Nos minutos finais, um princípio de confusão atrasou o apito final. Com quase 10 minutos de acréscimo, o árbitro venezuelano encerrou a partida. Os clubes se enfrentam novamente na próxima terça-feira (1), no Maracanã, para decidir quem avança para a próxima fase da competição.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle