• Giulia Prata

Flamengo perde para Racing e é eliminado da Libertadores

Na noite da última terça (01), Flamengo e Racing se enfrentaram no Maracanã pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América. Após o empate em 1 a 1, o atual campeão da competição foi eliminado nas penalidades, pelo placar de 5 a 3.


Apesar do desfalque de Gabigol e Thiago Maia, Rogério Ceni pode contar com o retorno e a disposição de Isla, Diego, Pedro e Rodrigo Caio. O técnico optou pelo esquema tático 4-2-4, colocando Bruno Henrique e Vitinho numa posição mais aberta à frente do ataque. Flamengo começou a segunda partida das oitavas com uma postura segura, excelente troca de passes e chutes a gol.


Aos 26', Rodrigo Caio, que ficou 19 partidas sem jogar, recebeu o primeiro cartão amarelo do confronto, ao dar um carrinho duro em jogador do Racing.


Nos últimos minutos do primeiro tempo, Racing apertou a marcação e começa a gostar do jogo. A primeira substituição aconteceu ainda no primeiro tempo. Aos 42', o artilheiro do time argentino Nicolás Reniero saiu da partida para a entrada de Carlos Alcaraz, jogador de 17 anos,que faz a sua estreia na Libertadores.


Quase aos 45', Vitinho desperdiçou a grande chance do jogo. Depois de uma excelente troca de passes entre Bruno Henrique e Arrascaeta, Vitinho ficou de cara com o gol optando pelo chute direto e não acertando a rede. Com cinco oportunidades claras de gol para o Flamengo, o primeiro tempo do duelo terminou da forma que começou, com o placar de 0 a 0.


(foto: Flamengo / divulgação)

Início de segundo tempo, uma nova oportunidade de mudar os rumos da partida. Aos 5’, a primeira chance clara de gol do segundo tempo ficou no pé de Vitinho, mas parou nas mãos do goleiro argentino Arias.


Aos 8’, a segunda substituição do clube argentino. Entrou o atacante Montoya substituindo o meio-campista, Héctor Fértoli. Aos 13’, jogadores e comissão técnica do Racing pedem pênalti por suposto toque de mão de Gustavo Henrique na bola.


Momento tenso para o Flamengo aos 18 minutos. Rodrigo Caio é expulso, após receber seu 2º cartão amarelo por entrada dura em Lisandro López, jogador argentino. Para tentar reparar a falta do zagueiro, Rogério Ceni faz a primeira substituição do time rubro-negro, tirando Arrascaeta e colocando o meio-campista João Gomes.


No primeiro lance sem Rodrigo Caio, Leonardo Sigali marca o primeiro gol da partida colocando Racing na frente e mudando toda a situação do confronto. De favorito, Flamengo passa a sentir o perigo de um placar desfavorável com um jogador a menos. Nesse momento, o time carioca precisa de, no mínimo, um gol de empate para levar a partida para os pênaltis.


Aos 24’, o armador Éverton Ribeiro sai para a entrada de Pedro, artilheiro do Flamengo na temporada. Logo em seguida, aos 25’, mais uma substituição para o lado da equipe argentina. Sai Nery Domínguez e entra Lucas Órban.


Aos 32’, Isla tem chance de finalização mas tentativa para no goleiro argentino. Já aos 35’, Mena faz entrada dura em Isla e ganha cartão amarelo. No mesmo minuto, Isla cruza para Bruno Henrique, que cabeceia para gol argentino, mas a bola para nas mãos de Arias. Aos 37 minutos, mais um lance de cabeça para gol parado pelo goleiro argentino. Dessa vez a tentativa foi de Willian Arão. Na jogada seguinte, Fabrício Domínguez dá carrinho em Bruno Henrique e leva cartão amarelo.


Aos 44’, sai o zagueiro Gustavo Henrique para a entrada de Diego Ribas. Como no ano passado, Diego faz valer a aposta e tem entrada decisiva no jogo. Já nos acréscimos, Diego cobra escanteio, sobrando para Willian Arão marcar de cabeça. Tudo igual no Maracanã!


Filipe Luís comete falta em cima de Montoya e recebe cartão amarelo nos últimos minutos do jogo.Com o placar de 1 a 1, muda o roteiro do jogo e a decisão fica para os pênaltis podendo respirar aliviados os flamenguistas. A esperança volta a aparecer com a oportunidade de continuar a disputa nos pênaltis.


Lisandro López é o primeiro a bater pelo Racing e marca com golaço. Pelo lado do time rubro-negro, Filipe Luis também marca. Rojas marca para Racing e Gérson para Flamengo e segue tudo igual. Sigali marca o terceiro do Racing e Pedro empata.


A quarta cobrança argentina ficou sob responsabilidade de Carlos Alcaraz, que marcou. Pela equipe do Flamengo, Willian Arão perde o gol e deixa a decisão para o goleiro Diego Alves. Ali era tudo ou nada, mas o goleiro não foi capaz de parar a bola e Fabrício Domínguez garante Racing Club nas quartas de final da Libertadores.


Dessa forma, o atual campeão da Libertadores é eliminado e perde a oportunidade de seguir disputando mais uma vez a taça mais importante da América. Esta é a quinta vez que Flamengo deixa a disputa pela Taça Libertadores nas oitavas de final.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle