• Mariele Gasparin

Gre-Nal 111 anos: como você o explicaria?

Atualizado: Jul 24

No dia 18 de julho, o nosso clássico Gre-Nal completa 111 anos de história. Mesmo que você não torça para Grêmio ou Internacional, com certeza sabe o que/como é este clássico. Para nós, do Rio Grande do Sul, o Gre-Nal vai além de uma partida de futebol. Não importa se é uma rodada do Brasileirão ou final do Gauchão, a aflição começa uma semana antes do jogo. Rola até promessa pra santo e vela acesa dentro de casa. O clássico é, praticamente, inexplicável. É um sentimento aparte de qualquer outro, a gente quer vencer e ponto.


Aqui todos os clássicos são importantes, mas sempre tem os inesquecíveis. Quem lembra do gol mais rápido (ok, esse é meio antiguinho), mas o Iúra precisou só de 14 segundos para marcar e, mais tarde, levar o título para o Olímpico. E o Gre-Nal do século? Esse não tem como não conhecer, grande semifinal do Brasileiro de 1988 onde o Inter, com um a menos, ganhou a partida e foi para a final. O Gre-Nal do centenário em 2009 também foi histórico, afinal, 100 anos deste grande clássico com uma virada do Grêmio dentro do Olímpico. E o que foi o Gre-Nal das Américas? Oito expulsos e nada decidido em campo.

Foto: Jovem Pan

Mas, e se você precisasse definir o que é o Gre-Nal para alguém que não o conhece? Fizemos essa pergunta para duas gurias apaixonadas por futebol e, claro, pelo clássico.

“Grenal, não é apenas um duelo de rivais, é tradição, é algo que o torcedor não vê apenas como 3 pontos, como motivo para zoar os amigos rivais, é algo que faz o torcedor se sentir parte do time mais do que em qualquer momento, é um evento que faz quem torce levar sua paixão lá no alto e torcer como se sua vida dependesse disso” Juciane, 20 anos, gremista. "Se alguém me perguntasse o que é o Gre-Nal, e essa pessoa fosse de fora do Rio Grande do Sul ou de fora do país, eu acho que eu resumiria na palavra amor. É um amor que transcende idade, raça, família e religião. É um amor composto por duas cores: o vermelho e o azul. E junto a gente carrega o símbolo estampado. Sempre. Para todos os lados. E também é um amor que vem de diferentes localizações, seja ao norte do Rio Grande do Sul ou seja ao sul. É um amor que faz acelerar, gritar e vibrar, seja de felicidade ou nos momentos mais angustiantes. E, muitas vezes, rola até uma valsa, carrinho de troféus e uns minutos de silêncio (risos). Mas eu garanto para essa pessoa que eu estou contando, que nunca haverá um clássico mais apaixonante do que um Gre-Nal. E quando a gente diz que é muito mais do que futebol, podemos resumir em Gre-Nal. Gre-Nal e muito mais do que apenas futebol." Thallya, 22 anos, colorada.

É isso, o Gre-Nal é, basicamente, uma partida de 90 minutos, que vale uma vida!

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle