Incêndio no Ninho: Justiça aceita denúncia do Ministério Público

Na última sexta-feira (15), o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apresentou denúncia à Justiça, indiciando 11 pessoas pelo incêndio no CT do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, em fevereiro de 2019, quando 10 jovens promessas do futebol perderam suas vidas e outros três ficaram feridos.



(Foto: Alexandre Araújo)

Na ação, o MPRJ verificou irregularidades. Entre elas estão: ocultação das reais condições perante o Corpo de Bombeiros; a instalação dos contêineres como dormitórios dos jovens, que está em discordância com normas de engenharia; a falta de manutenção das estruturas elétricas; entre diversas outras.


Além disso, em setembro de 2020, a Uol Esportes e diversas outras mídias esportivas do país revelaram que o Flamengo conhecia os problemas elétricos do Ninho. Correspondências internas demonstravam que nove meses antes do incêndio, a diretoria do clube carioca já estava ciente dos problemas referentes às instalações elétricas no CT.


Hoje, quarta-feira (20), a Justiça aceitou a denúncia feita pelo MPRJ. O juiz Marcelo Laguna Duque Estrada, juiz titular da 36ª Vara Criminal, expediu o ofício comunicando o recebimento da denúncia.


Os 11 réus são: Eduardo Bandeira de Mello (ex-presidente do Flamengo); Márcio Garotti (ex-diretor financeiro do Flamengo); Carlos Noval (ex-diretor da base do Flamengo, hoje gerente de transição do clube) ; Luis Felipe Pondé (engenheiro do Flamengo); Marcelo Sá (engenheiro do Flamengo); Marcus Vinicius Medeiros (monitor do Flamengo); Claudia Pereira Rodrigues (NHJ - empresa que forneceu os contêineres); Weslley Gimenes (NHJ); Danilo da Silva Duarte (NHJ); Fabio Hilário da Silva (NHJ); e Edson Colman da Silva (técnico em refrigeração). (Fonte: globoesporte.com)


Todos os réus responderão por incêndio culposo (quando não há intenção) qualificado, que terminou em morte e lesão corporal. Para estes crimes, a punição pode ser em regime aberto ou semiaberto, variando entre 1 ano e 4 meses até 6 anos.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo