• Alessandra Formagini

LNF: 25 anos de grandes campeões

Neste ano, a Liga Nacional de Futsal completa 25 anos de história. Em sua trajetória, marcou embates históricos e levou ao pódio equipes inesquecíveis, que ficaram na memória dos torcedores e apaixonados pelo futsal brasileiro.


Criada em 1996 pela CBFS (Confederação Brasileira de Futsal), a disputa trazia uma proposta de franquias – tendo como inspiração a liga de basquete norte-americana, NBA. O grande campeão representava o país nos campeonatos internacionais. Mais tarde, em 2014, tornou-se independente e soma as vinte maiores da modalidade no Brasil.


A primeira edição aconteceu entre 27 de abril e 06 de junho, com dez equipes. No ano de 1996, o grande campeão foi o gaúcho Internacional – sim, o mesmo clube de futebol de Porto Alegre. Já o vice-campeonato foi o Vasco/RS, seguido do Goiás/GO. Naquele ano, o artilheiro foi o Ortiz, do Internacional, com 25 gols.


O pioneirismo do título gaúcho traz consigo também outro dado: o Rio Grande do Sul é o estado que mais conquistou títulos da LNF. Ao todo são nove taças, entre elas o maior campeão da competição, ACBF de Carlos Barbosa, com cinco títulos (2001, 2004, 2006, 2009 e 2015), seguido da Ulbra de Canoas, já extinta, com três taças (1998, 2002 e 2003) além da taça do Internacional.


No segundo ano, foram os mineiros que apareceram para o Brasil. Em 1997, Atlético Mineiro foi o grande campeão, com a artilharia de Vander Carioca, com 36 gols, empatado com Lenísio do GM/Chevrolet/SP, também com 36 gols. A terra do pão de queijo, também com o Atlético Mineiro, voltou a ser campeã em 1999, comandada por Manoel Tobias e seus 52 gols. Estes, foram os únicos dois títulos de Minas Gerais.


Foto: Divulgação/LNF

Já nos anos 2000, os cariocas conquistaram seu único título da LNF, quando a taça foi levantada pelo Vasco da Gama. Cinco anos depois mais um novo Estado pinta como campeão: Santa Catarina. Comandado pelo rei do futsal, Falcão, artilheiro da competição de 2005 com 25 gols, Jaraguá levantou a taça de campeão. Dois anos depois, em 2007, mais uma taça foi para o armário dos catarinenses – feito repetido em 2008 e 2010, mostrando o crescimento exponencial da equipe na época. Ainda, os catarinenses também levantaram a taça de 2017, com o Joinville.


É em 2011 que o segundo estado com maior número de títulos, São Paulo, aparece na ala dos campeões com o título do Santos, comandado pelo artilheiro Falcão, com 32 gols. Os paulistas ainda seguiram colecionando taças e a hegemonia com os títulos da Intelli em 2012 e 2013 e do Brasil Kirin, hoje Magnus, em 2014. Ainda, em 2016, Corinthians conquista seu primeiro título nacional.


Também com um crescimento exponencial no cenário nacional, o Paraná marcou seu espaço entre os estados campeões recentemente com a equipe do Pato, que emplacou o bicampeonato entre os anos de 2018 e 2019.


Já no último ano, 2020, a temporada não será marcada historicamente apenas pela pandemia: pela primeira vez na história um time conquista a taça de forma invicta, com o paulista Magnus.


Uma história que é prato cheio para prospectar o ano de 2021. Prontos para mais um capítulo?

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle