• ellensabryne

Nova contratação (um tanto quanto inusitada) do Sevilla

Que os mascotes já são tradição e marca registrada no esporte nós já sabemos. Eles vêm cada vez ganhando mais espaço nos estádios, representando campanhas e torcidas e abraçam as mais diversas causas. Mas um mascote mudando de clube? Com certeza não se vê isso todo dia.


Nos últimos dias, o comunicado da demissão de Jerry Quy (funcionário do Arsenal que, durante 27 anos, atuou como Gunnersaurus mascote dos Gunners) comoveu milhares de torcedores, já que o clube renovou contratos milionários nessa temporada. Com a situação da pandemia e tudo o que engloba, inclusive a diminuição massiva de recursos dos times em todo o mundo, sem a torcida de volta aos estádios o clube visa cortar gastos e demitiu mais 55 funcionários, além do tradicional mascote.

Foi aí que a torcida do clube inglês foi surpreendida com a boa ação vinda do meio-campista Mesut Özil, que se comprometeu publicamente em suas próprias redes sociais em pagar o salário integral do funcionário durante a sua permanência no clube.


A atitude do jogador foi comovente realmente, mas o mascote teve um novo destino traçado. Com a janela de transferências fechando por toda a Europa, o Sevilla anunciou a contratação do mascote demitido pelo Arsenal.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle