• Anna Virginia

O Brasil nas Copas do Mundo de Futebol Feminino

A última edição da Copa do Mundo, disputada na França em 2019, foi a mais vista da história da competição. No Brasil, foi a primeira vez que todos os jogos do torneio foram transmitidos pela emissora de maior audiência do país, a Rede Globo. A estreia da seleção brasileira no Mundial, contra a Jamaica registrou 19 milhões de espectadores no Brasil. Já o jogo das oitavas de final entre a seleção brasileira e a seleção francesa foi assistido por mais de 58 milhões de pessoas, sendo 35 milhões de telespectadores apenas no Brasil.


Em 2019, Marta tornou-se maior artilheira da história das Copas

O Mundial de 2019 foi o primeiro em que a seleção brasileira feminina teve um uniforme desenvolvido com identidade visual própria. Também foi a primeira vez em que um álbum de figurinhas foi desenvolvido para a Copa do Mundo feminina - na competição masculina, a troca de figurinhas entre os torcedores já é tradição. Outro aspecto significativo desta edição foi o patrocínio de marcas globais como Coca-Cola, Visa e Hyundai. O pagamento para as jogadoras, no entanto, ainda segue como tabu. Enquanto os campeões da Copa do Mundo masculina receberam 38 milhões de dólares, as americanas - que venceram o Mundial de 2019 - tiveram 4 milhões de dólares como premiação. Umas das metas da Fifa é dobrar a premiação para as mulheres na Copa do Mundo de 2023.


Saiba quem levantou a taça e como foi a campanha da seleção brasileira nas oito edições da Copa do Mundo:


1991: Com 12 seleções participantes, a primeira edição da história da Copa do Mundo foi sediada na China. Foi a seleção dos Estados Unidos que levantou a taça, após vencer a Noruega na final por 2 a 1. Já a seleção brasileira - única representante da América do Sul - foi eliminada ainda na primeira fase, ao ficar em terceiro lugar no grupo B, que também tinha Japão, Suécia e Estados Unidos.


1995: Sediado na Suécia, o Mundial de 1995 foi vencido pela seleção da Noruega, que venceu a Alemanha por 2 a 0 na final. Essa edição da Copa do Mundo marcou a estreia de Formiga, que atualmente é a jogadora que mais vestiu a camisa da seleção brasileira. O Brasil - novamente a única seleção sul-americana na competição - foi eliminada na fase inicial, após vencer a Suécia e perder para as outras duas seleções do grupo: Alemanha e Japão.


1999: Foi a primeira Copa do Mundo disputada por 16 seleções. O país sede foi os Estados Unidos, que novamente ergueu a taça do torneio. Dessa vez, as americanas venceram a China na disputa de pênaltis. Nesta edição, o Brasil subiu pela primeira vez ao pódio, alcançando o terceiro lugar. Na fase de grupos, a seleção brasileira venceu México e Itália, e empatou com a Alemanha. Nas quartas de final, venceu a Nigéria por 4 a 3 na prorrogação. Já na semifinal, foi derrotada pelos Estados Unidos por 2 a 0. Na disputa de terceiro lugar, contra a Noruega, o Brasil venceu nos pênaltis. A brasileira Sissi foi a artilheira da competição, com 7 gols, além de ter sido eleita a segunda melhor jogadora da edição.


2003: Novamente sediada nos Estados Unidos, a Copa do Mundo de 2003 foi vencida pela Alemanha, que derrotou a Suécia na prorrogação da final por 2 a 1. Nesta edição, Marta e Cristiane defenderam o Brasil pela primeira vez em Mundiais. A seleção brasileira se classificou para as quartas de final com duas vitórias e um empate na fase de grupos. No entanto, perdeu por 2 a 1 para a seleção sueca nas quartas de final.


2007: O país sede foi a China. A seleção brasileira foi finalista desta edição, ficando com o segundo lugar após perder para a Alemanha 2 a 0. A campanha brasileira foi histórica - na fase de grupos, aplicou duas goleadas e se classificou de forma invicta. Nas quartas de final, derrotou a Austrália em um emocionante 3 a 2. Já na semifinal, um resultado memorável: 4 a 0 diante dos Estados Unidos, seleção bicampeã do mundo. Apesar da derrota brasileira na final, Marta foi a artilheira e foi eleita a melhor jogadora do torneio.

2011: Foi sediada pelas atuais campeãs, a Alemanha. Nesta edição, a seleção japonesa levantou a taça pela primeira vez, após derrotar os Estados Unidos nos pênaltis. O Brasil terminou a fase de grupos invicto, com vitórias diante de Austrália, Noruega e Guiné Equatorial. Nas quartas de final a seleção brasileira foi eliminada diante das americanas, em jogo decidido nos pênaltis.


2015: Esta foi a primeira Copa com 24 seleções participantes e o país sede foi o Canadá. A final foi disputada novamente por Japão e Estados Unidos, mas dessa vez as americanas se consagraram campeãs ao vencer por 5 a 2. A seleção brasileira passou pela fase de grupos com três vitórias e sem sofrer gols. Já nas oitavas de final - fase que passou a ser disputada nesta edição - o Brasil foi eliminado ao perder para a Austrália por 1 a 0.


2019: Sediada na França, esta edição da Copa do Mundo teve como seleção campeã novamente os Estados Unidos. As americanas venceram a Holanda por 2 a 0 na final. A seleção brasileira passou da fase de grupos na terceira colocação, após vencer Jamaica e Itália, e perder para a Austrália. Nas oitavas de final o Brasil enfrentou as anfitriãs e foi eliminado ao perder por 2 a 1 para a França na prorrogação. Nesta edição, a brasileira Marta se tornou a maior artilheira de todas as Copas.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle