• Alícia Soares

O retorno do futebol na América do Sul - campeonatos nacionais, Libertadores e Sul-Americana

Atualizado: Jul 24

A Conmebol terá reunião nesta sexta-feira para a definição das datas da Libertadores

e da Sul-Americana, levando em conta também o retorno dos campeonatos nacionais


Reunião desta sexta-feira pode definir as novas datas para a Libertadores e para a Sul-Americana.

O retorno do futebol na América do Sul está cada vez mais próximo de acontecer. Enquanto a Argentina permanece de quarentena, Paraguai, Uruguai e Brasil já possuem datas definidas para a volta. Com essa evolução pelo continente, os representantes da Conmebol se reunirão na próxima sexta-feira para votação do protocolo de operações das partidas, podendo incluir também a determinação das datas de retorno da Libertadores e da Sul-Americana. O protocolo de treinamentos, jogos, aeroportos e mudanças no regulamento já foi votado em junho.


Será decidido como será o funcionamento das atividades organizacionais das partidas: tudo que acontece no estádio desde a organização para transmissão dos jogos até a entrada dos jogadores em campo. Além disso, para que as datas de retorno das competições sul-americanas sejam definidas, é necessário o aval de todas as confederações, entretanto, ainda existem países onde o futebol está completamente paralisado, como são os casos da Argentina e da Bolívia.


Situação dos Campeonatos Nacionais

Anúncio do retorno do Torneo Apertura pela Associação de Futebol Paraguaia. Foto: AFP.

O Paraguai é o país sul-americano que retornará suas atividades competitivas primeiro. O Torneo Apertura do Campeonato Paraguaio terá retorno no dia 17 de julho com portões fechados e todo o protocolo de testes antes das partidas - e posterior afastamento de testados positivo para a Covid-19. A Associação de Futebol Paraguaia (AFP) também delimitou a quantidade de 200 pessoas por partida, sendo 93 no campo, vestiários e túnel de acesso e 107 profissionais de imprensa, segurança e organização nos demais setores.


Logo depois, vem o Uruguai que prevê a volta do Campeonato Uruguaio para 1º de agosto. Os times já podem realizar treinos coletivos e na próxima semana já podem realizar amistosos. No Peru, o campeonato retorna no dia 7 de agosto e os times retornaram aos treinos na semana passada e nesta semana. Dois treinadores foram diagnosticados com Covid. Na Venezuela, os jogadores treinam há 10 dias e estimam a volta do campeonato no final de julho ou na primeira quinzena de agosto com duas sedes: Valencia e San Felipe.


No Brasil, o Brasileirão série A está previsto para início no dia 9 de agosto, enquanto as séries B e C no dia 8. A Copa do Brasil e o Brasileirão Feminino A1 retornarão em 26 de agosto. Por fim, o Brasileirão Feminino A2 tem data prevista para o final de setembro e o Brasileirão série D permanece em aberto. Alguns campeonatos estaduais já voltaram - como é o caso do Carioca e do Catarinense - outros possuem data de retorno, como é o caso do Campeonato Paulista, e em alguns estados ainda não há nenhuma previsão.


No Equador, os clubes treinam desde o dia 10 de junho, mas não há previsão de retorno do campeonato. Ainda, deve haver volta dos treinos individuais até o fim desta semana na Colômbia, devendo retornar os jogos oficiais na primeira semana de setembro. No Chile, os clubes já testaram seus jogadores, mas ainda não há a autorização do governo para volta dos treinos e do campeonato. A decisão definitiva sairá em até duas semanas.


Na Argentina, a cidade de Buenos Aires permanece de quarentena até pelo menos 17 de julho - quando será feita nova atualização. Apesar de alguns estados já terem voltado aos treinos, o Campeonato Nacional não voltará enquanto os times de Buenos Aires não estiverem aptos. Por fim, na Bolívia, os times só devem retornar aos treinos no final de julho, sem data prevista para a volta do campeonato.


Situação da Conmebol com a Libertadores e a Sul-Americana


O Maracanã (esquerda) vai ser a sede da final da Libertadores e o Estádio Mario Kempes (direita) será a sede da final da Sul-Americana.

A Conmebol já dispensou a possibilidade de utilizar uma sede única tanto para a Libertadores como para a Sul-Americana, levando em conta as dificuldades de logística em deslocar 32 clubes de cada competição para tal, já que aconteceram apenas duas rodadas da fase de grupos da Libertadores e apenas a primeira fase da Sul-Americana.

Até então, a previsão para retorno das duas competições é em setembro e as finais até fevereiro de 2021 nas sedes já definidas - Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil) e Estádio Mario Alberto Kempes (Córdoba, Argentina) - mas podem sofrer alterações.


E você, o que acha desse retorno do futebol na América do Sul? Conta pra gente!

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle