• Alícia Soares

O sucesso do Fortaleza de Rogério Ceni

O Fortaleza venceu o Ceará pelo Campeonato Cearense e conquista seu quarto título com Rogério Ceni como técnico


Quando Rogério Ceni decidiu ser treinador após sua aposentadoria e formou-se para isso, ninguém imaginou que faria tanto sucesso assim. Começou em seu clube do coração, o São Paulo, mas já por motivos internos e resultados ruins saiu após sete meses de trabalho. Dessa maneira, trocou um Tricolor por outro, saiu do estado de São Paulo e foi para o Ceará treinar o Fortaleza.


Não deve ter sido fácil para Ceni superar o retrospecto pelo Tricolor Paulista - 14 vitórias, 13 empates e 10 derrotas, eliminações humilhantes no Paulistão, na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana, além de ter deixado o time na zona de rebaixamento da série A do Brasileirão. Mas seria outro desafio, outros ares, outros mares.


O ex goleiro do São Paulo chegou às terras cearenses no dia 15 de novembro de 2017 e nem ele imaginava a mudança que faria no Tricolor de Aço. Chegou para conseguir o acesso ou pelo menos evitar o rebaixamento para a série C e foi campeão da série B com ótima campanha: 21 vitórias em 36 partidas! Modernizou o elenco e o estilo de jogo do Leão do Pici. A revolução foi tanta que Ceni recebeu até o título de cidadão honorário da cidade de Fortaleza.


Rogério Ceni monta seu time e organiza taticamente de acordo com as necessidades, sabe ser versátil e acredita na rotatividade para não desgastar seus jogadores. Na partida contra o Ceará, deixou o rival chegar no ataque para investir na marcação e nos contra-ataques com muita ofensividade. Como a partida de ida havia sido 2 a 1 para o Tricolor, apenas um empate ou até uma derrota por um gol de diferença bastava para o bicampeonato. Aos 16 do segundo tempo, o lateral-direito Tinga marcou o único gol da partida, carimbando o triunfo para o Leão do Pici.


Foto: Thiago Gadelha/SVM

Com o título do Campeonato Cearense em cima do Ceará conquistado na noite da última quarta-feira (21), o 43º da história do Leão e direito a nove vitórias em dez partidas, o Fortaleza de Rogério Ceni chega a quatro troféus: Brasileirão Série B, bicampeonato cearense e Copa do Nordeste. Em 150 jogos pelo clube, foram 81 vitórias, 32 empates e 37 derrotas.


Neste domingo (25), às 20h30, Ceni tem mais um desafio: a partida de volta da Copa do Brasil contra seu ex-clube, o São Paulo, na capital paulista. O jogo de ida em Fortaleza ficou em 3 a 3 com vários lances duvidosos e polêmicos e o técnico contará com dois desfalques por suspensão: o goleiro Felipe Alves e o lateral-esquerdo Carlinhos. Que ele já está preparado para o seu retorno a casa, nós já sabemos, a questão é se isso o convém, já que a casa não está nem um pouco arrumada e organizada para sua chegada.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle