• Anna Virginia

País-sede da Copa do Mundo de 2023 será decidido no dia 25 de junho

Atualizado: Jan 16

Qual país sediará a Copa do Mundo Feminina em 2023? Conforme divulgado pela Fifa na sexta-feira (15), saberemos a resposta para essa pergunta no dia 25 de junho de 2020. O Brasil concorre com a Colômbia, com o Japão e com a candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia. O Conselho da Fifa, composto por 37 membros, participará de uma reunião online na qual serão discutidas as propostas dos países candidatos. Pela primeira vez na história, a votação para escolha do país sede do torneio será pública. Até a última edição, a decisão era tomada a portas fechadas e a mudança visa diminuir a pressão por mais transparência na escolha da entidade.

Foto: CBF

O Brasil apresentou em sua proposta oito cidades-sede: Manaus, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Todas as localidades listadas já receberam jogos na Copa do Mundo Masculina em 2014. A Fifa também teve a oportunidade de verificar a infraestrutura brasileira no ano passado, quando o Brasil sediou a Copa do Mundo Masculina Sub-17, que teve partidas nas cidades de Brasília, Goiânia e Vitória. Em fevereiro deste ano, a comitiva da Fifa visitou os países candidatos a sede e conheceu hotéis, centros de treinamento e estádios. No Brasil, a equipe visitou as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador. Os relatórios de avaliações das visitas serão publicados no começo de junho no site da entidade. A Copa do Mundo de 2023 será a primeira com 32 seleções participantes. Caso o Brasil ou a Colômbia sejam escolhidos como anfitriões, a competição terá mais um ineditismo: será a primeira edição disputada na América do Sul.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle