• Giulia Prata

Pia Sundhage, técnica da Seleção Feminina, está de volta ao Brasil

Atualizado: Jan 16

Com o início da pandemia Covid-19, a técnica da Seleção Brasileira Feminina, Pia Sundhage, ficou na Suécia, seu país Natal, por cinco meses e comandou os trabalhos à distância, com reuniões online com toda equipe.


(foto: CBF / divulgação)

Mesmo sem jogos e treinos, Pia fez questão de realizar reuniões semanais com todas as jogadoras e comissão técnica. Isso porque todo o trabalho está focado nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que foi adiado para 2021, devido à pandemia.


De volta ao Brasil, Pia já está presente na Granja Comary com parte de sua equipe e acompanha os treinos da Seleção Feminina Sub-17. O objetivo é preparar a equipe para o Campeonato Sul-Americano da categoria, desafio que deve acontecer em novembro, no Uruguai.


Um ano de Pia no Brasil

(foto: CBF / divulgação)

Recentemente, completou-se um ano que Pia Sundhage está no Brasil, no comando da Seleção Feminina do país. A treinadora sueca foi apresentada no dia 30 de julho de 2019 e se tornou a primeira técnica estrangeira a comandar a equipe feminina. Desde então, ela coleciona bons números frente à Seleção. Em 11 jogos, a equipe somou seis vitórias, quatro empates e uma derrota. Entre as vitórias, alguns placares foram de goleada. Com essa performance, o Brasil voltou a ocupar o Top 10 no Ranking de Seleções da Fifa, estando na 8ª colocação.


Pia, que já comandou seleções da China, Estados Unidos e Suécia, esteve nas últimas três finais olímpicas como treinadora e conquistou duas vezes a medalha de ouro. Com a experiência, Pia já firmou o compromisso de que, daqui a um ano, estará com a Seleção Brasileira buscando a sonhada medalha de ouro nas Olimpíadas.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle