• Millena Pscheidt

Semana do Goleiro: destaque em SC, Belliato defende o Marcílio Dias

Atualizado: Jul 24

O torcedor catarinense, seja qual for seu time do coração, certamente tem alguma lembrança quando escuta falar o nome do goleiro Júnior Belliato. Atualmente, o arqueiro defende as cores vermelho e azul do Marcílio Dias, de Itajaí.


Aparecido Belliato Júnior, conhecido como Júnior Belliato ou apenas Belliato, nasceu no dia 26 de setembro de 1987 em Londrina, no Paraná. A ficha do atleta registra que ele tem 1,94 m e 88 quilos. Aos 32 anos, Belliato coleciona passagens por alguns times do Brasil. Sua carreira começou em 2006, no Nacional-AM. No mesmo ano, o goleiro foi para o São Caetano que o revelou e onde permaneceu até 2010.


Entre idas e vindas, é no Azulão que Belliato mais esteve até hoje. O vínculo entre as partes terminou, definitivamente, em 2016 após empréstimo do camisa 1 para o Barretos. Neste ano ele ainda passou pelo Confiança, de Sergipe. Antes de chegar a Santa Catarina, Belliato esteve no ABC de Natal em 2017.


Até que, em 2018, o goleiro foi contratado pelo Atlético Tubarão. Neste ano, ele fez 26 jogos com a camisa do Peixe. E também teve uma breve passagem pelo Criciúma, com quem disputou 12 partidas. As duas equipes são do Sul catarinense. No ano passado, também pelo Tubarão, Belliato fez 35 partidas. O goleiro foi peça fundamental para a permanência da equipe na primeira divisão do Campeonato Catarinense. Ele defendeu, por exemplo, uma penalidade importante do Joinville. Não por acaso, foi apelidado carinhosamente de “São Belliato” pela torcida de lá.


Vamos, agora, ao que eu como jornalista, catarinense, torcedora, tenho para relatar sobre as atuações do goleiro. Foi impossível, no ano que passou, não se impressionar com as defesas feitas por Belliato. Um verdadeiro paredão.


Operador de milagres para quem tem a oportunidade de vê-lo embaixo das traves com a camisa de seu time e um terror para o torcedor adversário que vê seus jogadores tentando passar por ele para estufar as redes.


No estadual, Marcílio Dias e Tubarão se enfrentaram duas vezes. No turno do campeonato, já na 3ª rodada, 2 a 0 para o Marinheiro jogando fora de casa. No returno, jogando em Itajaí, 0 a 0. O time da casa ficou com um jogador a menos após Luanderson ter sido expulso por atingir o jogador Edu. Mesmo estando com um a mais em campo, o resultado ficou bom para o Peixe graças ao que fez Júnior Belliato naquela tarde. Presente no estádio Doutor Hercílio Luz, não conseguia acreditar como não passava nada por ele.


Depois, no decorrer da competição, os olhos de imprensa e torcidas diversas vezes se voltaram ao defensor do Tubarão por causa das “defesas milagrosas”. Estava nele a esperança de dias melhores para o time e assim foi. Quando exigido, o goleiro cumpriu com sua função de defender a meta.


O contrato de Belliato com a equipe tubaronense ia até 31 de dezembro de 2019. Aos poucos, foram surgindo boatos sobre a saída dele e prováveis destinos. Marcílio Dias, Brusque, Joinville em SC e também destinos fora do estado. Com a campanha no ano, pode-se dizer que o goleiro ficou cobiçado.


Para a alegria do torcedor marcilista, Júnior Belliato desembarcou em Itajaí para vestir a camisa rubro-anil até 2021. Quem acompanhava os treinos na pré-temporada já tinha expectativas do que ia ver quando a bola fosse, de fato, rolar.


Na estreia do Catarinense, diante do Brusque, o Marcílio Dias levou a melhor ao vencer por 1 a 0. Mas quem esteve no Gigantão das Avenidas naquela quarta-feira, 22 de janeiro, teve um bom cartão de visitas do paredão. Já deu para ouvir o narrador soltando aquele “BELLIAAAAAAATO” em uma de-fe-sa-ça do goleiro. O lance foi eleito melhor da estreia pelo Futebolcatarinense.tv, que faz a transmissão do estadual.


Outro jogo marcante para o torcedor marcilista foi diante do Figueirense, no dia 15 de fevereiro. O Marinheiro perdia por 1 a 0 e chegou ao gol de empate com Nathan. Depois, o zagueiro Wallace fez a alegria dando a virada com um gol de cabeça. Mas para quem achou que a emoção já tinha alcançado o limite em uma partida de futebol com o zagueiro rubro-anil estufando as redes, não podia imaginar o que ainda estava por vir. De novo ele. Belliato salvou o Marcílio Dias quase aos 49 minutos do segundo tempo. O jogador adversário chutou forte e o paredão fez grande defesa, decretando a vitória e mantendo os três pontos em Itajaí.


Júnior Belliato foi fundamental em outras defesas, atuações e resultados depois, claro. Isso são histórias que ainda serão contadas. Por hora, deixo aqui este breve registro sobre a carreira do goleiro.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle