• Alícia Soares

Semana do Goleiro: Petr Cech, o rei dos Clean Sheets

Atualizado: Jul 24

O tcheco é o goleiro com maior número de Clean Sheets na Premier League

Petr Cech nasceu na República Tcheca no dia 20 de maio de 1982, na cidade de Plzen e foi um dos melhores goleiros do século XXI. É considerado uma lenda para os tchecos e para os torcedores do Chelsea. Cech foi criado nas categorias de base do Viktoria Plzen, time de sua cidade. Posteriormente, estreou aos 17 anos na categoria profissional do Blšany, ainda na Chéquia. Após sucesso e ser cotado como revelação jovem do país, foi negociado ao Sparta Praha. Lá, bateu o recorde de Theodor Reimann após ficar 855 minutos sem sofrer gols. Aos 19 anos, Cech saiu de seu país natal e foi para a França defender as cores do Rennes. Chelsea

Petr Cech chegava ao Chelsea de José Mourinho em 2004, por 7 milhões de libras. Conseguiu a titularidade após uma grave lesão do italiano Cudicini e teve uma temporada fantástica: levou apenas 15 gols na Premier League e bateu um recorde de 1025 minutos sem levar gol. O Chelsea foi campeão naquele ano. No ano seguinte, campeões novamente e Cech havia levado apenas 22 gols na competição. Foi eleito o melhor goleiro de 2005 pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). Em 14 de outubro de 2006, um acidente acontecia com ele. Em partida contra o Reading, pela Premier League. Aos 20 segundos de jogo, Petr Cech foi acertado na cabeça pelo joelho de Stephen Hunt e fraturou o crânio. Logo foi levado para a emergência e posteriormente operado, já que havia pedaços soltos de osso do crânio soltos no cérebro. Ele poderia ter morrido e sua história acabado ali. E quem acha que isso fez com que o tcheco desistisse do futebol, enganou-se. No ano seguinte, Petr estava de volta, desta vez com seu famoso capacete como forma de proteção. Um grande exemplo de superação. Seu esforço e esperança renderam frutos. O Chelsea chegara na final da UEFA Champions League 2008 contra o Manchester United, mas perderam para os Red Devils. Inclusive, ainda defendeu a cobrança de pênalti de ninguém menos que Cristiano Ronaldo.

Na temporada 2011/2012, o goleiro mais uma vez foi um dos destaques da equipe. O Chelsea foi campeão da UEFA Champions League e Cech foi considerado o Melhor Jogador da Final, após ter defendido três pênaltis (um no tempo normal e dois nas decisão por pênaltis). No ano seguinte, após serem eliminados na fase de grupos da competição, foram para a Europa League e conquistaram mais um título. Em 2013/2014 Cech se reencontrou com o treinador José Mourinho no Chelsea. Nessa temporada, se isolou como goleiro com mais clean sheets - jogos sem sofrer gols - da história da Premier League. São no total 202 jogos, e o segundo colocado é David James com 169. Uma verdadeira lenda. Pelo Chelsea, foi vitorioso. Estava no plantel que conquistou a UEFA Champions League 2011-2012 - valendo lembrar dos pênaltis defendidos na final - foi campeão da Premier League quatro vezes (2005, 2006, 2010, 2015), da Copa da Inglaterra quatro vezes (2007, 2009, 2010, 2012), da Copa da Liga da Inglaterra três vezes (2005, 2007, 2015), da Community Shield (2005, 2006, 2009, 2010) e da UEFA Europa League (2012-2013). Arsenal

Em 2015, após perder espaço para o belga Thibaut Courtois, foi negociado com o Arsenal, um dos rivais do Chelsea em Londres. Conquistou uma Copa da Inglaterra em 2017 e duas Community Shield (2016 e 2018) pelos Gunners. Seu último jogo com a camisa do Arsenal foi durante a final da Europa League 2018-19 contra o seu amado Chelsea. Os blues venceram por 4 a 1, gols de Giroud, Pedro e Hazard (2x) pelo Chelsea e de Iwobi pelo Arsenal. Entretanto, mesmo após esta derrota e após sua experiência no Arsenal, foi convidado a assumir a assessoria técnica do Chelsea. Seleção

Pela seleção tcheca, só foi campeão da Eurocopa Sub-21 de 2002, tendo sido titular incontestável depois disso e capitão desde 2010. Na Euro 2004 chegaram à semifinal, mas perderam para a Grécia, campeã da edição. Na Copa do Mundo de 2006, na Euro 2008 e na Euro 2016, a Chéquia não passou da fase de grupos. Na Euro 2012, foram eliminados por Portugal nas quartas de final. Foi sete vezes o futebolista do ano da República Tcheca (2005, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2014) Vida após a aposentadoria

Depois de se aposentar do futebol, encontrou outra paixão em outro esporte: o hóquei. Em outubro de 2019 assinou contrato com o Guildford Phoenix, time inglês que disputa a NIHL (National Ice Hockey League), uma liga semi-profissional dos Estados Unidos, e conciliaria tal atividade com o cargo de assessor técnico e de desempenho do Chelsea. Na sua estreia, defendeu dois shootous (os pênaltis do hóquei) e foi eleito o melhor jogador da partida. Para mim, Petr Cech é uma verdadeira lenda. Fez história nos Blues de todas as formas possíveis, conquistou todos os títulos que poderia conquistar. Depois de um acidente gravíssimo, tirou forças para continuar a seguir seu sonho. É um ídolo na seleção da República Tcheca por ser simplesmente ele e ter sido essencial para levar a seleção à frente. É um dos jogadores que o futebol lamenta ter perdido para o tempo.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle