• Alícia Soares

A trajetória de Lucas Leiva respeitado na Inglaterra e na Itália

Conheça os caminhos traçados pelo aniversariante do dia pelo futebol mundial


Ídolo no Liverpool, Lucas Pezzini Leiva é um dos mais relevantes meio campistas da história do futebol brasileiro. Criado e revelado no Grêmio, o jogador passou 10 anos no futebol inglês, tendo sido muito importante na equipe dos Reds apesar de algumas lesões, e segue o seu desafio no futebol na equipe da Lazio em busca do título nacional.


Lucas Leiva nasceu no dia 9 de janeiro de 1987 em Dourados, no Mato Grosso do Sul, e iniciou a sua carreira nas categorias de base do Grêmio em 2002, tendo sido promovido ao profissional três anos depois. Ajudou o Tricolor a conquistar o Campeonato Gaúcho em 2006 e em 2007, feito que o clube não tinha desde 2001, a terceira posição do Campeonato Brasileiro de 2006 e o vice-campeonato da Copa Libertadores em 2007. O maior episódio de sua história com o Grêmio foi a Batalha dos Aflitos, partida contra o Náutico valendo acesso à elite do futebol brasileiro. Foi o melhor jogador do campeonato em 2006 pela revista Placar e atraiu os olhos de muitos clubes europeus.


Dessa forma, foi contratado pelo Liverpool em 2007, mas só alcançou a titularidade em 2009 após a saída do xerife Xabi Alonso. Com essa maior participação nos Reds, o jogador terminou 2010 como o líder de desarmes da Premier League. Porém, na temporada 2011-12, após estar deslanchando, sofreu uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho, ficando de fora naquela temporada, em 2013-14, sofreu uma lesão na coxa e em 2015-16 ficou 45 dias fora por uma lesão muscular, episódios que acarretaram certa perda de espaço do jogador no time. Pelo clube, apenas conquistou a Copa da Liga Inglesa em 2011-12, e viu o título da Premier League de 2014 escorregar nos pés de Steven Gerrard, mas foi essencial na consolidação do clube principalmente com a chegada de Jürgen Klopp.


Em 2017, Leiva transferiu-se para a Lazio com o intuito de substituir o capitão Lucas Biglia e recebe muitos elogios no Calcio. Além dos títulos da Copa da Itália 2018-19 e da Supercopa da Itália em 2017 e em 2019, tem títulos individuais de melhor jogador da Lazio em 2018 e em 2019 por votação dos torcedores e o melhor jogador da Lazio em 2018 por votação dos jogadores. O jogador ainda é utilizado em cerca de metade das partidas do time pelo técnico Simone Inzaghi e a sua experiência é imprescindível nas competições nacionais e europeias, possuindo contrato até 2022.


Por fim, pela Seleção Brasileira, teve grande importância na categoria sub-20, onde conquistou e foi o melhor jogador do Campeonato Sul-Americano, e estreou no profissional em 2007, conquistando o bronze nas Olimpíadas de Pequim em 2008 e sendo titular nos elencos de Mano Menezes e Luís Felipe Scolari. Pode ser considerado um dos melhores meio-campistas da história da seleção.


Mesmo com 34 anos, o jogador ainda tem muito o que dar para o futebol mundial, seja pela própria Lazio ou em um suposto retorno para sua casa: o Grêmio. Respeitadíssimo por todos os amantes e torcedores, o jogador inovou no que condiz ao meio campo, possuindo boa marcação, força e técnica como um bom volante e fazendo gols, assistências e cobranças de falta e de pênaltis magníficas como um ótimo meia.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle